Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Mundo

Homem sobrevive após lâmina de 14cm ficar presa em sua garganta

Briga em bar na Inglaterra acabou com sentença e cirurgias; entenda

Alan de Oliveira| @baco.deoli sob supervisão de Publicado em 23/05/2022, às 07h50

Homem fica com faça presa no garganta e sobrevive - Divulgação/Daily Mail
Homem fica com faça presa no garganta e sobrevive - Divulgação/Daily Mail

Durante uma briga de bar na cidade de Shildon, na Inglaterra, um homem teve uma lâmina de 14cm enfiada em sua garganta, conforme apurou no domingo, 22, o portal de notícias "Daily Mail".

Enquanto acontecia o julgamento do agressor, Thomaz Brazell, o juiz expôs a narrativa do ocorrido. Ele disse que o cabo da faca quebrou, deixando lâmina estagnada no local.

A vítima trabalhava como jardineiro e por enquanto, tem seu futuro na profissão ameaçado, uma vez que, após a cirurgia para remoção do objeto cortante, ele não conseguiu mover o seu braço direito mais.

"A vítima não consegue levantar peso ou fechar a mão direita, não pode trabalhar como jardineiro. Este homem é incrivelmente sortudo por estar vivo, mas vai sofrer as consequências deste ataque pelo resto de sua vida", disse o julgador do caso, Nathan Adams.

Condenações e explicações

Brazell foi sentenciado a sete anos e dois meses de prisão. Ao ser questionando pelos motivos que levaram o ocorrido, ele disse que houve uma discussão muito acalorada com a pessoa que agrediu, chegando a serem expulsos do bar onde estavam. Após retorno para sua casa, o homem que recebeu a facada, teria chegado acompanhado de outros dois homens, armados com pedaços de madeira e o ameaçando.

Depois de 4 tentativas de agressão, o sentenciado diz que foi a única forma de se defender que tinha no momento, tendo que conter o agressor principal da forma mais efusiva possível, conforme apuração do portal "UOL"

"Como vimos aqui, crimes com arma branca têm consequências devastadoras não só para a vítima, mas para todos os envolvidos", disse o juiz no fim de audiência.