Notícias » Bizarro

Instituto nos EUA comemora os 16 anos de uma cobra com duas cabeças

O animal surpreendeu seus cuidadores ao atingir a idade avançada e, agora, deve receber uma homenagem bastante pomposa

Pamela Malva Publicado em 04/09/2021, às 10h00

Imagem da impressionante cobra de duas cabeças
Imagem da impressionante cobra de duas cabeças - Divulgação/ Vídeo/ WSIL News 3

Localizado no estado norte-americano do Missouri, o Girardeau Conservation Nature Center está em festa neste sábado, 4. Isso porque, segundo o UOL, o centro de conservação comemora os 16 anos de vida de uma curiosa cobra de duas cabeças.

Pertencente à espécie Pantherophis obsoletus, mais conhecida como "cobra rato preto", o réptil é considerado um exemplar único. Acontece que, de acordo com seus cuidadores, o animal é composto por gêmeas siamesas que dividem o mesmo corpo.

Apesar de ocuparem a mesma estrutura, ambas as cobras têm cérebros totalmente funcionais, o que poderia dificultar sua vida em ambientes selvagens. Para os cuidadores do centro de conservação, esse é o fator mais inusitado do animal, que surpreendeu ao atingir os 16 anos de idade — o que seria impossível na mata.

Por isso, inclusive, a instituição planeja comemorar o aniversário do réptil com grandes preparativos. De acordo com a organização, a comemoração contará com brincadeiras, jogos, uma feira de artesanato e até bebidas disponíveis para os visitantes.

Na opinião de Jamie Koehler, a gerente assistente do centro de conservação, o evento é uma forma de apresentar o curioso animal para as pessoas. Em entrevista à WSIL-TV, ela explicou que a cobra não apresenta qualquer perigo, já que não é venenosa.

Indivíduo raro

Funcionário da instituição, o naturalista Alex Holmes afirmou que gêmeos siameses como a cobra de 16 anos são bastante raros na natureza. Isso porque, de acordo com ele, apenas um desses indivíduos é gerado a cada 100 mil nascimentos da espécie.

O problema é que, mesmo que cobras siamesas chegassem até a natureza, elas teriam uma expectativa de vida bastante curta. Nesse sentido, conforme explicou Holmes, os animais com duas cabeças “provavelmente não seriam capazes de escapar de predadores devido à falta de liderança de domínio de seu corpo".

Por fim, é importante lembrar que as cobras da espécie Pantherophis obsoletus são cruciais no controle de pragas em diversos ecossistemas. "Na verdade, as cobras rato preto são chamadas assim porque uma parte principal de sua dieta consiste em comer camundongos, ratos, ratazanas e musaranhos", explicou Jamie Koehler.