Notícias » Bielorússia

Jornalistas são detidos em manifestação contra o governo de Belarus

20 profissionais foram levados por autoridades pouco antes de manifestações começaram na capital do país

Caio Tortamano Publicado em 27/08/2020, às 17h53

Bandeira do país entre 1991-1995, utilizada como símbolo pela oposição bielorrussa
Bandeira do país entre 1991-1995, utilizada como símbolo pela oposição bielorrussa - Wikimedia Commons

Em meio à onda de protestos contra a reeleição do presidente de Belarus, Alexander Lukashenko, autoridades de Minsk, capital do país, prenderam abordaram de 20 jornalistas que trabalhariam cobrindo as manifestações de hoje, 27.

Conforme divulgado pelo UOL, testemunhas afirmaram que os jornalistas tiveram telefones e documentos confiscados por autoridades. Em justificativa dada pelo Ministério do Interior de Belarus, a ação foi tomada com o objetivo de assegurar que os profissionais tinham credenciamento para cobrir os atos que aconteceram nas ruas da cidade.

O ministério afirmou que nenhum jornalista segue em detenção. A eleição, realizada no dia 9 de agosto, está envolta em suspeita de fraudes, tendo em vista a porcentagem arrasadora com que ganhou as eleições contra a representante da oposição unificada, Sviatlana Tsikhanouskaya, com mais de 80% dos votos.

Presidente Lukashenko e opositora Tsikhanouskaya / Crédito: Wikimedia Commons

 

Lukashenko está no comando do país desde 1996, e é conhecido como o último ditador da Europa. O mandatário, inclusive, pediu para que autoridades prendessem os responsáveis por organizar manifestações contra o seu governo.