Notícias » Mundo

Justiça condena líderes de organização nazista grega a 13 anos de prisão

Conforme decisão do tribunal, o Golden Dawn agia como um grupo criminoso sob as máscaras de um partido político

Isabela Barreiros Publicado em 14/10/2020, às 14h20

Membros do Golden Dawn com bandeira do partido em manifestação em 2015
Membros do Golden Dawn com bandeira do partido em manifestação em 2015 - Wikimedia Commons

Hoje, 14, o tribunal de Atenas, na Grécia, realizou uma decisão histórica ao condenar 57 réus ligados ao grupo criminoso nazista Golden Dawn a mais de 500 anos de prisão. Os principais líderes da organização grega foram sentenciados a penas de 13 anos cada um. 

Comparada aos julgamentos de Nuremberg, que aconteceram ao final da Segunda Guerra, a audiência realizada na última semana concluiu que os membros do Golden Dawn operavam, na verdade, uma organização criminosa sob a desculpa de serem um partido político, que teria sido votado democraticamente pelo povo.

As principais acusações contra os integrantes do grupo foram de participação em crime organizado, assassinato, agressão e porte de armas, o que gerou penas longas para todos os indiciados.

Nikolaos Michaloliakos, de 62, é o fundador e atual líder do movimento violento de extrema-direita. Ele foi condenado a 13 anos e meio de prisão devido à sua participação ativa na organização e, principalmente, por transformá-la em uma potência na Grécia, utilizando esquadrões de ataque.

No Twitter, antes de ter seu perfil suspenso na plataforma, Michaloliakos escreveu: “Fomos condenados por nossas ideias. Quando os imigrantes ilegais forem a maioria na Grécia , quando [o governo] entregar tudo para a Turquia, quando milhões de gregos estiverem desempregados nas ruas, eles se lembrarão da Golden Dawn”.