Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Arqueologia

Mapa de estrelas de 2,5 mil surpreende astrônomos após descoberta na Itália

Descoberta foi divulgada na última sexta-feira, 22, pelo Instituto Nacional Italiano de Astrofísica, após dois anos de pesquisas arqueológicas

Isabelly de Lima, sob supervisão de Fabio Previdelli Publicado em 28/12/2023, às 18h41

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Paolo e Federico, dupla responsável pelo achado, posa com pedra perfurada com mapa de estrelas - Divulgação / Instituto Nacional Italiano de Astrofísica
Paolo e Federico, dupla responsável pelo achado, posa com pedra perfurada com mapa de estrelas - Divulgação / Instituto Nacional Italiano de Astrofísica

Duas pedras circulares de 50 centímetros de diâmetro chamaram atenção do Instituto Nacional Italiano de Astrofísica após serem localizadas na entrada da fortaleza Castelliere di Rupinccolo.

O local, que fica na província de Trieste, na Itália, já é conhecido por arqueólogos locais por diversos achados que abrangem desde a Idade do Bronze até a Idade do Ferro, sendo abandonado no século 5 d.C.

Mesmo assim, no ano de 2021, uma visita do arqueólogo Federico Bernadini resultou na descoberta recente, levando ao estudo que perdurou por dois anos até confirmar a origem dos dois ornamentos feitos à mão, contando com a ajuda do astrônomo Paolo Monaro, que identificou alguns desenhos em um dos objetos.

De acordo com o estudo, recém-divulgado no periódico Astronomische Nachrichten, existem gravuras que se assemelham a mapas celestiais, possivelmente visualizados pelo autor desconhecido e confeccionadas à 2,5 mil anos.

Uma das pedras, com gravuras que chamaram atenção dos pesquisadores / Crédito: Instituto Nacional Italiano de Astrofísica

Paolo notou que um dos lados, com 24 gravuras, possui o mesmo padrão de posicionamento da constelação de Órion, a Plêiade e até mesmo a Cassiopeia, visualizada ao fundo das duas citadas anteriormente.

Forma e força

Em análise laboratorial, a semelhança pôde ser confirmada com base em medições nos ângulos nas marcas, provando o interesse antigo em astronomia. A forma como foram feitas, devido as sinuosidades, possivelmente contou com um martelo pressionando um cinzel de metal — objeto também conhecido como talhadeira, cuja ponta tinha cerca de 6 milímetros de espessura .

Na última sexta-feira, 22, o Instituto Nacional Italiano de Astrofísica lançou um comunicado detalhando a descoberta e, em tom de comemoração: “Minha primeira reação foi de surpresa, visto que a parte sul de Escorpião está acima do horizonte em nossas latitudes", acrescentou Paolo.

+Leia o estudo completo em inglês clicando aqui

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!