Notícias » Brasil

Ministro da Saúde critica obrigatoriedade do uso de máscaras em meio à pandemia de Covid-19

A fala de Marcelo Queiroga contraria a recomendação de especialistas

Redação Publicado em 19/08/2021, às 07h45

Marcelo Queiroga e Jair Bolsonaro
Marcelo Queiroga e Jair Bolsonaro - Getty Images

De acordo com informações publicadas na última quarta-feira, 18, pelo jornal O Globo, ao dar uma entrevista ao canal bolsonarista ‘Terça Livre’, o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, se envolveu em mais uma polêmica.

Na ocasião, o ministro criticou a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção no Brasil, em meio à pandemia do novo coronavírus. A declaração de Queiroga contraria a recomendação de especialistas da área da saúde e cientistas.

“Somos contra essa obrigatoriedade. O Brasil tem muitas leis e as pessoas, infelizmente, não observam. O uso de máscaras tem de ser um ato de conscientização”, afirmou.

A recente fala de Queiroga também vai contra seu próprio depoimento na CPI da Covid, no dia 8 de junho, o ministro defendeu a necessidade do uso da máscara ser obrigatório no país:

“No Ministério da Saúde, primeira atitude minha como ministro, senador Humberto Costa, foi editar uma portaria obrigando o uso de máscaras no Ministério da Saúde, porque nós julgamos isso importante”, disse Marcelo na época.

Sabe-se que em junho deste ano, o presidente do país,Jair Bolsonaro, chegou a realizar um anúncio visando o fim da obrigatoriedade do uso de máscara no Brasil para pessoas vacinadas, ou, que já foram infectadas pelo vírus. Na ocasião, o ministro afirmou que o assunto deveria ser estudado.