Notícias » Arqueologia

Moeda mais cara do mundo irá à leilão em Las Vegas

Considerada o “Santo Graal de todos os dólares”, ela a provavelmente foi uma das primeiras moedas a serem cunhadas nos Estados Unidos

Isabela Barreiros Publicado em 02/09/2020, às 14h51

A moeda mais cara do mundo
A moeda mais cara do mundo - Wikimedia Commons

A moeda mais cara do mundo estará disponível para compra em um leilão realizado pela Legend Numismatics que ocorrerá em Las Vegas no dia 8 de outubro. Inúmeros especialistas afirmam que o valioso item poderá chegar ao valor altíssimo de até US $ 10 milhões.

Para Laura Sperber, presidente da Legend Numismatics, “esta moeda é o Santo Graal de todos os dólares”. Isso acontece porque muitas de suas características mais marcantes indiquem que ela foi uma das primeiras a serem cunhadas nos Estados Unidos, no período em que a Casa da Moeda dos Estados Unidos havia sido recém-criada, entre 1794.

Parte de trás da moeda / Crédito: Divulgação/Stack's Bowers Galleries

 

Conhecida como dólar da Flowing Hair, ela pode ter sido ainda a primeira moeda a ter sido criada no país, o que comprova ainda mais o fato de que o item é um dos mais valiosos dos EUA recentemente independente.

No entanto, ela não é a única do período que ainda resiste. Segundo Douglas Mudd, diretor do Colorado-baseado American Numismatic Association ‘s Money Museum, este exemplar é apenas um dos 300 que ainda estão nas mãos de colecionadores. Acredita-se que o cachê inicial tenha sido de 1.758 dólares de prata feitas apenas no dia 15 dias de outubro de 1794-na US Mint na Filadélfia.

Além dessa moeda, considerada a primeira, mais 14 doláres de prata estarão presentes no leilão. Eles datam de 1794 até 1804 e, juntos, devem valer entre $ 15 e $ 18 milhões. Caso não alcancem o valor previsto, voltarão para as coleções particulares.