Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Museu do Tesouro Real

Museu português possui ouro brasileiro em seu acervo

Em discurso de inauguração do museu, governante defende o investimento no local

Luisa Alves, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 17/06/2022, às 16h42

Coroa Real - Divulgação/Youtube/República Portuguesa
Coroa Real - Divulgação/Youtube/República Portuguesa

O Museu do Tesouro Real, em Portugal, expõe 20 quilos de ouro e cerca de 22 mil pedras preciosas de Minas Gerais e Goiás, da época do Brasil Colônia, em seu acervo. 

Em uma vitrine presente na entrada do museu, há um diamante bruto e catorze pepitas de ouro. As riquezas que alavancaram o comércio luso, renderam, no século XVIII, ao império português, um saliente poderio econômico. As informações são do site Piauí. 

São espalhados pelo Museu totens com informações a respeito da origem das descobertas: “A descoberta de grandes jazidas de ouro e diamantes no Brasil, monopólios da Coroa Portuguesa, está na base do extraordinário enriquecimento do Tesouro Real durante o reinado de João V”. As pedras e ouro, agora expostos ao público, também foram joias usadas por reis e rainhas.

As piadas que circulam entre os visitantes tupiniquins são a respeito do fato de que brasileiros não recebem desconto para entrar, tampouco podem trazer as peças de volta ao país. O presidente da Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, durante seu discurso de inauguração do Museu, defendeu o investimento no local. 

"Penso que crianças e jovens vão ver peças que, na sua profunda beleza, carregam também a marca do sofrimento, da guerra, das invasões, das fugas, marcas da escravatura, do colonialismo, mas essa é a nossa história que devemos defender todos os dias”, disse em seu discurso.

O museu que foi inaugurado no início de junho, consome cerca de 31 milhões de euros, valor financiado em grande parte pelas taxas cobradas aos turistas, que são em sua maioria, britânicos, espanhóis, franceses e brasileiros. 

Divulgação/Youtube/República Portuguesa

Coroa real

Um dos itens de maior valor expostos, é uma coroa real que pertenceu à Dom João VI, feita no Rio de Janeiro em 1817, com o ouro do Brasil. A peça possui cerca de 2,5 quilos de ouro e não foi usada pelo monarca, permanecendo apenas junto ao trono. O item é transportado em uma caixa de pau-brasil, também feita no Rio.

Outro item do luxuoso acervo, composto por 20 quilos de ouro aglomerado a ferro e quartzo, é o "torrão" exposto em vitrine exclusiva que "foi exibido em 1876, num baile no Paço da Ajuda”, segundo a descrição do museu, sendo considerado raro.