Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Suzane von Richthofen

Nasce filho de Suzane von Richthofen, afirma biógrafo

Primeiro filho de Suzane von Richthofen nasceu na madrugada desta sexta-feira e carrega o nome do pai

por Thiago Lincolins

tlincolins_colab@caras.com.br

Publicado em 27/01/2024, às 21h19 - Atualizado às 21h20

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Suzane von Richthofen - Reprodução/Vídeo
Suzane von Richthofen - Reprodução/Vídeo

Na madrugada da sexta-feira, 26, nasceu o primeiro filho de Suzane von Richthofen, condenada por orquestrar a morte dos próprios pais há mais de 20 anos. A informação foi revelada neste sábado, 27, pelo jornalista Ullisses Campbell, autor da biografia 'Suzane: Manipuladora e Assassina' no O Globo. 

O parto de Suzane ocorreu no Hospital Albert Sabin, em Atibaia, interior de SP. No local, trabalha Felipe Zecchini Muniz, pai do filho de Richthofen. O bebê recebeu, inclusive, o mesmo nome do pai, explica Campbell.

A família de Zecchini, entretanto, não acha positiva a ideia de que ele seja registrado com o sobrenome Richthofen. Isso porque ele passaria a ser associado ao crime que chocou o Brasil.

Para evitar o assédio e fotografias, o escritor explica que Suzane entrou pelos fundos da maternidade na madrugada. Do ambulatório foi direto para a enfermaria, sendo levada ao local do parto. Os funcionários, entretanto, foram orientados antes disso.

Eles não poderiam fotografar ou conversar com Suzane. Todo o assunto deveria ser relacionado a cesariana. Uma enfermeira, que não se identificou, relatou a Ullisses que quem descumprisse a ordem seria demitido.

Em janeiro do ano passado, a pena de Suzane progrediu para o regime aberto. Assim, ela cumpre a condenação pelo assassinato dos pais em liberdade. No ano passado, inclusive, seu nome voltou à tona com o lançamento do filme "A Menina Que Matou os Pais: A Confissão".

Filme e trabalho

Disponível no Prime Video, o longa mostra como as autoridades descobriram como Suzane, Daniel e Cristian Cravinhos mataram Marísia e Manfred von Richthofen, os pais da jovem.

Em 31 de outubro de 2002, após um plano arquitetado pela filha do casal, os irmãos Cravinhos executaram o casal a sangue-frio. Quando a verdade foi revelada, o crime se tornou um dos mais emblemáticos e chocantes já ocorridos em solo brasileiro.

Suzane, por outro lado, tem uma vida discreta. Após a condenação e prisão, ela se manifestou através de uma entrevista para o apresentador Gugu Liberato em 2015. Desde então, permanece em silêncio.

Nas redes sociais, o único rastro de Suzane é o ateliê "Su Entre Linhas". Suzane vende objetos personalizados, no entanto, o controle da conta é feito por Josiely Olberg, ex-cunhada de Richthofen. 

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!