Notícias » África

No Quênia, fazendeiro de setenta anos é atacado violentamente por elefante

O senhor trabalhava em sua plantação quando teve o encontro letal com o animal

Ingredi Brunato Publicado em 04/01/2021, às 16h09

Fotografia de elefante africano
Fotografia de elefante africano - Wikimedia Commons

No Quênia, um fazendeiro de 73 anos teve um encontro mortal com um elefante que entrou em sua propriedade.

O animal, que segundo estimado pela polícia ambiental estaria em busca de comida, acabou empalando o homem com suas presas e em seguida pisoteando seu corpo.

Segundo divulgado recentemente pela a agência de notícias Kenya News, e repercutido pelo portal de notícias UOL, o cadáver desfigurado de Charles Mutisya, dono de plantações próximas a um parque nacional, foi encontrado por autoridades locais e em seguida levado para autópsia

Vale dizer que não é a primeira vez que a população do Quênia e do continente africano em geral têm problemas decorrentes da convivência com elefantes. Os mamíferos gigantes não apenas são um risco para vida de pessoas que moram próximas das áreas habitadas por eles, mas também para as colheitas de fazendeiros locais. 

Não é incomum que manadas de elefantes destruam plantações inteiras cultivadas pela população mais pobre que não tem condições de viver em regiões onde esse problema não ocorre.