Notícias » Egito Antigo

Estátua de quase 2 metros do deus Hórus é descoberta no Egito

A figura feita de granito impressionou pelo seu estado de preservação, mesmo após mais de 3 mil anos desde quando foi esculpida. Confira a imagem!

Alana Sousa Publicado em 28/12/2019, às 16h30

Pintura egípcia ilustra o deus Hórus
Pintura egípcia ilustra o deus Hórus - Getty Images

Uma missão arqueológica realizada na cidade de Luxor, no Egito, encontrou uma estátua de quase dois metros do deus egípcio Hórus. O artefato foi descoberto nos escombros do Salão das Colunas, no Templo de Milhões de Anos do rei Amenhotep III, o faraó mais rico do Egito, que governou de 1390 a.C. até 1352 a.C..

Fathi Yassin, diretor do setor de antiguidades de West Luxor, declarou que a figura é feita de granito, possui 1,85 metros de comprimento e impressionou os responsáveis pela expedição pelo tamanho e estado de preservação.

O chefe da missão, Horig Sorouzian, afirmou que a estátua “possui um importante valor artístico, científico e arqueológico”. Além de contribuir para melhorar a imagem do Templo de Milhões de Anos, que foi parcialmente destruído por um terremoto, no século 28 a.C..

Estátua do deus Hórus / Crédito: Divulgação

 

O deus Hórus tem o corpo humano e a cabeça de falcão, e apesar de estar com os braços e pernas quebrados, a descoberta é uma das mais bem preservadas. Na cultura egípcia, Hórus é o deus dos céus e seus olhos fazem referência ao sol e à lua.

 A mesma equipe, liderada por Sorouzian, havia encontrado anteriormente outras grandes estátuas: do rei Amenhotep III e sua esposa, a rainha Ti e, também, da deusa da cura, Sekhmet.