Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Paleontologia

Novas descobertas apontam que artrópodes gigantes dominavam mares no passado

Fósseis encontrados no Marrocos evidenciam importância dos primeiros artrópodes para o ecossistema terrestre

Éric Moreira, sob supervisão de Fabio Previdelli Publicado em 13/12/2022, às 12h21

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Artrópode não mineralizado e um trilobita, fossilizados - Reprodução/Emmanuel Martin
Artrópode não mineralizado e um trilobita, fossilizados - Reprodução/Emmanuel Martin

No Marrocos, novas descobertas arqueológiccas e paleontológicas em um sítio fossilífero trouxeram evidências de que, em algum momento da história, os mares foram majoritariamente dominados por artrópodes gigantes, de até dois metros, há 470 milhões de anos. Segundo a descoberta, parentes antigos de criaturas conhecidas hoje, como insetos, aranhas e camarões, nadavam livremente durante o período Ordoviciano.

Os animais, no entanto, ainda não foram completamente identificados, como aponta a Revista Galileu, mas podem corresponder a seres únicos e nunca antes vistos pela ciência. Confira o estudo publicado na Scientific Reports.

Seu grande tamanho e estilo de vida de natação livre sugerem que eles desempenharam um papel único nesses ecossistemas", aponta a especialista Xiaoya Ma, da Universidade de Exeter, na Inglaterra, em comunicado sobre os animais descobertos.

Diferenças nos fósseis

Os registros fósseis descobertos recentemente, quando comparados com outros anteriores da biota Fezouata, mesma dos achados novos, ainda demonstraram algumas surpresas para os pesquisadores, visto que a fauna da região aparentava ser bastante diferente de outros períodos históricos:

Tudo é novo sobre esta localidade — sua sedimentologia, paleontologia e até a preservação de fósseis — destacando ainda mais a importância da biota Fezouata para completar nossa compreensão da vida passada na Terra", aponta Farid Saleh, principal autor da pesquisa, da Universidade de Lausanne, na Suíça.

Lukáš Laibl, da Academia Tcheca de Ciências, que também se envolveu na pesquisa, afirma que as descobertas são importantes devido não somente à presença de artrópodes gigantes, que definitivamente são intrigantes e importantes para se compreender a evolução entre esses tipos de animais, como também pela presença de seres ainda não conhecidos pela ciência.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!