Notícias » Paleontologia

Mais lidas: Esqueleto de gigantesco 'dragão marinho’ é descoberto no Reino Unido

Descoberta do ictiossauro de 10 metros de comprimento e 180 milhões de anos já é considerada uma das maiores da paleontologia britânica

Isabela Barreiros Publicado em 10/01/2022, às 11h44 - Atualizado em 15/01/2022, às 06h00

Fóssil de ictiossauro descoberto no Reino Unido
Fóssil de ictiossauro descoberto no Reino Unido - Divulgação/Youtube/Anglian Water

Um fóssil de ictiossauro, chamado informalmente de “dragão marinho”, foi descoberto em Midlands, no Reino Unido, e já está sendo considerada uma das maiores descobertas da paleontologia britânica.

Trata-se do maior e mais completo esqueleto desse tipo já encontrado na região, contando com cerca de 10 metros de comprimento e pesando mais ou menos uma tonelada, que foi escavado entre agosto e setembro do ano passado.

A localização do gigante do passado foi feita ao acaso, durante uma drenagem de rotina no reservatório de Rutland Water em fevereiro de 2021.

O responsável pela descoberta foi Joe Davis, do Leicestershire e Rutland Wildlife Trust.

“Apesar dos muitos fósseis de ictiossauros encontrados na Grã-Bretanha, é notável pensar que o ictiossauro de Rutland seja o maior esqueleto já encontrado no Reino Unido”, afirmou Dean Lomax, paleontólogo que já estudou a espécie, ao The Guardian.

“É uma descoberta verdadeiramente sem precedentes e uma das maiores descobertas da história paleontológica britânica”, acrescentou.

É a primeira vez que um fóssil completo de ictiossauro é descoberto no Reino Unido, o que surpreendeu os pesquisadores.

A criatura apareceu há cerca de 250 milhões de anos e foi extinta há 90 milhões de anos, podendo chegar a até 25 metros de comprimento.

Mark Evans, do British Antarctic Survey, disse que apenas na primeira observação do esqueleto percebeu que se tratava do maior já descoberto na região, no entanto, somente depois da primeira escavação foi possível ver que ele “estava praticamente completo até a ponta da cauda”.

“É uma descoberta altamente significativa tanto nacional como internacionalmente, mas também de grande importância para o povo de Rutland e arredores”, acrescentou o especialista sobre a descoberta do animal com aparência similar a de um golfinho.