Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Avião

O que se sabe sobre o caso do pai que morreu com o filho em queda de avião

Durante passeio de férias, o garoto e o pai faleceram; madrasta também morreu dias depois da tragédia

Redação Publicado em 03/08/2023, às 16h35 - Atualizado em 06/08/2023, às 09h33

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Francisco e Garon Maia, que faleceram em acidente - Reprodução / Redes Sociais / Facebook
Francisco e Garon Maia, que faleceram em acidente - Reprodução / Redes Sociais / Facebook

Na última semana, uma tragédia chamou a atenção após as vítimas de um triste acidente de avião serem reveladas. Pai e filho foram identificados como os mortos da queda de uma aeronave bimotor, que caiu em uma área de mata fechada entre Mato Grosso e Rondônia. Garon Maia, 42, e o filho de 11 anos, Francisco Veronezi Maia, faleceram no acidente.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a aeronave, um Beechcraft Baron 58, decolou do aeroporto de Vilhena, em Rondônia e minutos depois, acabou desaparecendo do radar. Na última segunda-feira, 31, o Centro de Investigação de Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) iniciou uma força-tarefa para identificar o que pode ter causado a queda do avião.

Garon era pecuarista e tinha experiência como piloto de avião de pequeno porte, e havia decidido fazer um passeio com o filho, conhecido como Kiko. O destino da então aventura era a fazenda Uberaba, localizada em Comodoro. No entanto, o avião perdeu sinal depois de 25 quilômetros da decolagem, ou seja, cerca de oito minutos após a partida.

Os bombeiros informaram que o impacto da queda foi forte na região popularmente conhecida como Cachoeira das Cavernas, e que moradores do local ouviram o estrondo causado pela aeronave ao encontrar o solo, de acordo com informações do G1.

O vídeo

Nas redes sociais, um vídeo que mostrava Francisco com um homem antes da queda do avião chamou atenção por um detalhe: Na filmagem, o menino de apenas 11 anos aparece pilotando a aeronave. Ainda não se sabe o que aconteceu e o que causou a queda do bimotor, mas, segundo a legislação brasileira, é necessário ser maior de idade, possuir um cadastro na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e o ensino médio completo para poder pilotar um avião.

O avião em questão é o mesmo que caiu no último final de semana, mas a data do vídeo não foi comprovada, o que indica que pode ser que a gravaçãonão seja do mesmo dia do acidente. O vídeo foi feito por um homem que está no banco do copiloto e exibe o bimotor já alinhado para a decolagem em uma pista de terra.

O homem, então, confere se tudo está pronto e pede para o menino acelerar a aeronave. Em certo momento, o adulto até aparece bebendo uma cerveja.

Morte da esposa

Outro desdobramento que chama atenção no caso é que a esposa de Garon,Ana Paula Pridonik Silva, faleceu na última terça-feira, 1º, em Campo Grande. A madrasta de Francisco tinha somente 27 anos e foi encontrada em casa por alguns familiares. Ela estava ferida e o socorro foi acionado. A morte da mulher foi constatada às 14h50, na Santa Casa de Campo Grande, no mesmo dia do enterro do pai e do enteado.

Ana Paula Pridonik Silva, esposa de Garon Maia - Crédito: Reprodução / Redes Sociais / Facebook

A causa da morte ainda não foi divulgada pelos familiares de Ana Paula, de acordo com a Polícia Civil, via G1.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!