Notícias » Música

Paul McCartney relembra como John Lennon foi responsável pelo rompimento dos Beatles

Em uma nova entrevista, o astro britânico voltou a dizer como se deu o fim de uma das maiores bandas

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Victória Gearini Publicado em 11/10/2021, às 10h23

Lennon e McCartney juntos
Lennon e McCartney juntos - Divulgação / YouTube / RPB

Mais de 50 anos depois, Paul McCartney decidiu revelar como se deu a separação dos Beatles, que integrou junto a Ringo Starr, George Harrison e John Lennon — este último, atribuído como o causador do rompimento do mais famoso conjunto musical da história, como disse em entrevista à BBC Radio 4.

Em conversa com o jornalista John Wilson, a entrevista do músico ainda não foi divulgada por completo, mas seus trechos repercutiram por tratar dos momentos finais da banda: “John entrou na sala um dia e disse: ‘Estou saindo dos Beatles’. E ele disse: ‘É muito emocionante. É um pouco como um divórcio’. E então ficamos para colher os pedaços”, disse Paul.

O cantor também justificou que o processo que moveu contra os companheiros de banda logo após o anúncio visava dissolver igualmente os direitos da parceria comercial, lamentando que tal movimentação jurídica fez com que ele parecesse o responsável pelo fim, acrescentando que isso o frustrou “por meio século”.

“Os Beatles estavam se separando e esta era minha banda, este era meu trabalho, esta era minha vida. [...] Eu queria que continuasse, achava que estávamos fazendo coisas muito boas – ‘Abbey Road’, ‘Let It Be,’ nada mal”, acrescentou o músico.

As prévias foram divulgadas no último domingo, 10, pelo programa Today Monday, mas deve ser revelada por completo no dia 23 de outubro, tanto na BBC4 quanto nas plataformas de streaming, como podcast.