Notícias » Brasil

Pela primeira vez desde redemocratização, candidatos à prefeitura do PT não são eleitos nas capitais

O Partido dos Trabalhadores foi para o segundo turno em duas capitais: Vitória e Recife, mas não venceu a disputa em ambas

Redação Publicado em 30/11/2020, às 13h02

Lula e Dilma em São Bernardo do Campo, 2018
Lula e Dilma em São Bernardo do Campo, 2018 - Getty Images

Nas eleições municipais de 2020, o Partido dos Trabalhadores (PT), não elegeu nenhum de seus candidatos para prefeito em uma capital do país. Essa é a primeira vez que isso acontece desde a redemocratização do Brasil. As informações são do G1.

Das 15 cidades em que candidatos do PT participavam do segundo turno das eleições — que ocorreram no último domingo, 29 —, o partido sofreu derrota em 11, duas delas inclusive eram capitais: Recife e Vitória.

O Partido dos Trabalhadores elegeu no segundo turno prefeitos de Juiz de Fora (MG), Contagem (MG), Diadema (SP) e Mauá (SP), a vitória mais expressiva ocorreu em Juiz de Fora com a eleição de Margarida Salomão, que venceu seu oponente do PSB, Wilson Rezato, com 54,9% dos votos.

Os resultados demonstram a maior baixa para os candidatos do PT, quando comparado a outros períodos. No ano de 2008, a legenda elegeu 360 prefeitos em todo o Brasil, já em 2012 elegeu 637.

Contudo, de acordo com a reportagem, se levado em conta o número de habitantes de cada município em que os prefeitos do PT irão governar, o partido não saiu perdendo, já que o número representa 6, 045 milhões, um número mais alto que o registrado em 2016: 6,033 milhões.