Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Japão

Pela primeira vez, homem transgênero muda documentos no Japão sem ser esterilizado

Até pouco tempo atrás, a lei japonesa determinava que qualquer pessoa trans querendo mudar seus registros oficiais precisava ser esterilizada; entenda!

Redação Publicado em 08/02/2024, às 09h15

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Imagem ilustrativa da bandeira trans - National Progress Party via Wikimedia Commons
Imagem ilustrativa da bandeira trans - National Progress Party via Wikimedia Commons

Nesta quinta-feira, 8, um tribunal japonês permitiu, pela primeira vez na história do país, que um indivíduo transgênero consiga alterar seus documentos oficiais de forma a refletir o gênero com o qual se identifica sem antes passar por uma esterilização

Até recentemente, a lei do Japão dizia que todos aqueles que quisessem fazer esse tipo de mudança em seus registros precisavam primeiro se submeter a um procedimento que tirasse suas capacidades reprodutivas. 

Em outubro do ano passado, porém, a Suprema Corte do país determinou que esse requerimento era inconstitucional — uma grande vitória para a comunidade trans que vive no território. 

Entrou para a História 

Já nesta quinta-feira, 8, um homem de 50 anos chamado de Tacaquito Usui se tornou o primeiro indivíduo japonês conseguiu realizar a alteração de seus documentos sem ser esterilizado. 

É como se eu estivesse na linha de partida da minha nova vida. Estou tão animado", revelou ele em uma coletiva de imprensa após ter a mudança aprovada em tribunal, conforme repercutiu o The Guardian. 

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!