Notícias » Oriente Médio

Pesquisadores encontram "cofrinho" com moedas de ouro de 1.200 anos em Israel

O tesouro ainda não tem valor estimado; pesquisadores poderão reanalisar a importância da região no comércio internacional durante o Califado Abássida

Isabela Barreiros Publicado em 01/01/2020, às 08h00

As moedas de ouro encontradas em Yavneh, Israel
As moedas de ouro encontradas em Yavneh, Israel - Autoridade de Antiguidades de Israel

Pesquisadores encontraram na cidade de Yavne, em Israel, um pequeno pote contendo inúmeras moedas de ouro datadas entre os séculos 7 a 9 d.C. Eles acreditam que o “cofrinho” possa ter sido o local de armazenamento das economias pessoais de um antigo oleiro que trabalhava na região. 

O Autoridade de Antiguidades de Israel conduziu as escavações que foram realizadas em um bairro residencial da cidade. Os arqueólogos Liat Nadav-Ziv e Elie Haddad afirmaram que essa foi uma descoberta importante, pois possibilitará uma reavaliação sobre a importância da região no comércio internacional da época.

Autoridade de Antiguidades de Israel

 

Isso acontece porque as moedas não eram normalmente encontradas em Israel naquele período. “Existem dinares de ouro [moedas persas e islâmicas] emitidos pela dinastia Aghlabid que governava o norte da África”, explica o especialista em moedas Robert Kool. Essa dinastia estava sob o controle do Califado Abássida, que também governava a região na qual foi encontrado o tesouro.

Um dos dinares descobertos pelos pesquisadores pertenceu ao reinado do califa abássida Harun A-Rashid. Ele era uma "figura-chave na coleção clássica de histórias conhecidas como Noites da Arábia, também conhecidas como Mil e Uma Noites", governando em um contexto de grande riqueza para o território, de acordo com o The Jerusalem Post.