Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Pliossauro

Pliossauro: Crânio de 'T-rex subaquático' é encontrado na Inglaterra

Fóssil de monstro marinho que amedrontou os mares há quase 150 milhões de anos foi descoberto por acaso na Costa Jurássica de Dorset

Fabio Previdelli

por Fabio Previdelli

fprevidelli_colab@caras.com.br

Publicado em 11/12/2023, às 12h50

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
O crânio do Pliossauro - Divulgação/BBC
O crânio do Pliossauro - Divulgação/BBC

Na Costa Jurássica de Dorset, pesquisadores encontraram o crânio de um gigantesco monstro marinho que amedrontou os mares há quase 150 milhões de anos. O incrível fóssil, com quase dois metros de comprimento, pertencia a um réptil marinho conhecido como pliossauro.

+ Fósseis de 'monstro marinho' jurássico são encontrados por acaso em museu

Considerado uma "máquina de matar", a antiga criatura será tema de um documentário de David Attenborough lançado pela BBC no dia de Ano-Novo. A produção acompanhará uma equipe de cientistas e paleontólogos durante o processo de escavação e restauração da rara descoberta. 

O crânio do Pliossauro/ Crédito: BBC

O pliossauro

Segundo repercute o Daily Mail, o crânio possui cerca de 130 dentes longos e afiados, cada qual com cristas finas na parte de trás para perfurar a carne de sua presa e se preparar para um segundo ataque rápido.

Segundo os especialistas disseram à BBC, as vítimas dos pliossauros eram criaturas parecidas com golfinhos e até mesmo outros pliossauros. Com uma mandíbula duas vezes mais poderosas do que os atuais crocodilos de água salgada, as criaturas mediam entre 9 e 11 metros de comprimento. 

Detalhes do dente do Pliossauro/ Crédito: BBC

"O animal teria sido tão grande que acho que teria sido capaz de atacar efetivamente qualquer coisa que tivesse a infelicidade de estar em seu espaço", relatou Andre Rowe, paleobiólogo da Universidade de Bristol.

Não tenho dúvidas de que era como um T. Rex subaquático", completou. 

A descoberta do fóssil aconteceu no ano passado, quando o entusiasta dos fósseis Phil Jacobs caminhava pelas praias rochosas da Baía de Kimmeridge. Certa manhã, ele se deparou com a mandíbula gigante. 

Com a ajuda de paleobiólogos, sequências de efeitos visuais e scanners digitais, os telespectadores testemunharão o auge da pesquisa científica enquanto recebem uma visão detalhada da vida deste pliossauro, vendo como ele era, se movia e caçava suas presas.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!