Notícias » Roma Antiga

Rato de brinquedo de 2 mil anos mostra lado divertido dos romanos

O objeto, encontrado em um forte no Reino Unido, pode ter sido tanto um passatempo para crianças quanto uma maneira de pregar peças

Isabela Barreiros Publicado em 20/05/2020, às 07h00

O rato de brinquedo descoberto
O rato de brinquedo descoberto - Museu Vindolanda de Northumberland

Em 1993, pesquisadores escavaram o forte romano de Vindolanda, no Reino Unido, e fizeram diversas descobertas. Posteriormente, esses artefatos foram guardados no Museu Vindolanda de Northumberland, onde estão até hoje. No entanto, ao estudar uma bolsa de couro armazenada no local, especialistas se defrontaram com um novo achado.

O que passou despercebido há quase 30 anos agora surge como um objeto raro e impressionante. Ao abrir a sacola, foi encontrado um pedaço de couro recortado em um formato peculiar. A verdade é que ele se parece muito com um rato.

Medindo cerca de 12 centímetros, o provável tamanho natural do animal, o artefato intrigou os arqueólogos. Ele pode ter sido tanto um simples brinquedo feito para crianças quanto parte de uma brincadeira prática realizada dentro do forte romano.

Para entender melhor, é preciso comparar a situação com a atualidade. Hoje, muitos usam aranhas falsas para pregar peças em outras pessoas que provavelmente têm medo delas. Naquele momento, segundo a curadora do Museu Vindolanda Barbara Birley, ratos eram muito comuns nos celeiros de trigo romanos.

Assim, ele pode ter sido utilizado como um divertimento para assustar as pessoas que tinham medo do animal. Como foi feito de couro natural, no escuro, provavelmente ele parecia real, se tornando uma piada para os comandantes.