Notícias » Ucrânia

Rússia desacelera ritmo da ofensiva, diz boletim ucraniano

"O inimigo está desmoralizado e sofre muitas perdas", afirmou o Estado-Maior da Ucrânia em nota

Redação Publicado em 28/02/2022, às 09h35

Mulher segura cartaz contra a guerra
Mulher segura cartaz contra a guerra - Getty Images

Conforme apontou um boletim divulgado pelas Forças Armadas ucranianas na manhã desta segunda-feira, 28, a Rússia teria diminuído o ritmo da invasão ao país vizinho. "O inimigo está desmoralizado e sofre muitas perdas", disse o Estado-Maior da Ucrânia em nota publicada no Facebook.

"Os invasores russos diminuíram o ritmo da ofensiva, mas ainda estão tentando aproveitar o sucesso em certas áreas na operação ofensiva contra a Ucrânia", afirma o comunicado. Conforme informações do UOL, a pausa ocorre horas antes da reunião de negociação entre os dois países. 

De acordo com a fonte, o encontro deverá ocorrer na fronteira entre Belarus e a Ucrânia, já que o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, recusou a proposta inicial de realizar o evento na capital de Belarus, Minsk.

O governo ucraniano afirma que, durante a madrugada, aeronaves militares russas promoveram ataques a aeródromos militares e civis, além de instalações do sistema de defesa aérea. Os russos, no entanto, negam que tenham mirado em locais ocupados por civis.

Após os ataques, a Ucrânia acusou Moscou de violar normas do Direito Internacional Humanitário, uma vez que teria atingido com foguetes áreas residenciais das cidades de Zhytomyr e Chernigov.

"Ao mesmo tempo, todas as tentativas dos invasores russos de alcançar o objetivo da operação militar fracassaram", diz o comunicado das Forças Armadas da Ucrânia. "O inimigo está desmoralizado e sofre muitas perdas. Observamos casos frequentes de deserção e desobediência. O inimigo percebeu que a propaganda e a realidade são diferentes", finaliza o texto.