Notícias » Brasil

Theo Becker causa polêmica ao afirmar que "já tentou ser gay"

O artista brasileiro anunciou em suas redes sociais que, no passado, tentou se imaginar beijando um conhecido

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 15/09/2021, às 16h10

Montagem mostrando fotografias postadas pelo artista
Montagem mostrando fotografias postadas pelo artista - Divulgação / Instagram/ @theobecker

O ator e modelo Theo Becker fez uma afirmação controversa em sua conta oficial do Twitter na última terça-feira, 14. O artista revelou aos seus seguidores que, no passado, havia "tentado" ser homossexual, mas "não conseguiu". 

"Juro...tentei ter mente aberta, um dia pensei na possibilidade de ser gay, mas não consegui.. não era de minha natureza. Respeito máximo a escolha de cada um. Não fiquei chateados comigo...eu tentei!", afirmou ele. 

O Tweet chamou a atenção de muitos. Diversos internautas apontaram, por exemplo, que orientação sexual não era uma escolha, como Theo tinha colocado.

Outros usuários acharam graça da confissão de Becker, dizendo que ele estava "se desculpando por ser hétero". 

Indo a fundo

Em entrevista ao Splash, o ator explicou melhor o que queria dizer com seu tweet polêmico. 

"Inúmeras vezes me senti desejado por outros homens. É como se só dependesse de mim, da minha decisão. Por anos eu só decepcionei e não retribuí. Até que um dia pensei, me imaginei fazendo", descreveu ele, referindo-se a um episódio ocorrido dez anos antes. 

O artista chegou a se imaginar beijando um conhecido que acreditava estar interessado nele, porém, concluiu que realmente não tinha interesse em homens. 

"Queria saber se eu teria vontade de estar com outro homem, mas não consegui. Não era da minha natureza. Sempre quis entender essa vontade. Muitos ao meu redor eram gays, e me sentia careta, mas de fato eu não consegui", concluiu Theo

Também conforme o UOL, Becker ainda destacou que não era homofóbico, e que gostava muito de conversar com seus amigos gays, que caracterizou como "prestativos" por não se importarem em atender ligações de madrugada, por exemplo.