Notícias » Arqueologia

Trabalhadores descobrem evidências de antigo palácio asteca na Cidade do México

As ruínas foram encontradas durante a reforma de um edifício local e revelaram algumas peculiaridades

Penélope Coelho Publicado em 14/07/2020, às 09h25

Arqueólogos trabalhando nas descobertas na Cidade do México
Arqueólogos trabalhando nas descobertas na Cidade do México - Divulgação / Instituto Nacional de Antropologia e História do México

Uma descoberta inesperada foi realizada durante reformas em um prédio imponente localizado na Praça de Zocalo, na capital do México. Durante os reparos, os trabalhadores encontraram pisos de basalto pertencente a um antigo palácio asteca. As informações são da BBC.

De acordo com especialistas do Instituto Nacional de Antropologia e História do México (INAH), os pisos faziam parte do palácio do governante asteca Axayácatl — que reinou entre 1469 e 1481. Os arqueólogos acreditam que o local também foi usado como a casa do conquistador espanhol Hernán Cortés, depois do fim do império asteca.

Após vasculharem o local com escavadeiras, os especialistas acreditam ter evidências que comprovem que Cortés reutilizou objetos e também materiais que foram usados anteriormente por Axayácatl. "Dadas suas características, os especialistas deduziram que fazia parte de um espaço aberto no antigo palácio de Axayácatl, provavelmente um pátio.”, afirmou o INAP.

 Edifício localizado na Cidade do México / Crédito: Divulgação / Instituto Nacional de Antropologia e História do México

 

O local onde essas evidências foram encontradas e que atualmente está passando por reformas, abriga uma casa de penhores antiga construída em 1755.