Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Traficante

Traficante tailandês que fez cirurgia plástica para parecer coreano é preso

Criminoso conseguiu passar vários meses foragido das autoridades da Tailândia

Redação Publicado em 28/02/2023, às 16h24

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Fotografias tiradas na prisão mostrando o antes e depois de Saharat Sawanjaeng - Divulgação/ Autoridades da Tailândia
Fotografias tiradas na prisão mostrando o antes e depois de Saharat Sawanjaeng - Divulgação/ Autoridades da Tailândia

Um traficante de drogas tailandês que assumiu uma nova identidade para fugir da polícia foi preso na última quinta-feira, 2, após vários meses foragido.

Saharat Sawanjaeng conseguiu ficar fora do radar das autoridades após se submeter a diversas cirurgias plásticas que mudaram os traços de seu rosto, tornando-o irreconhecível. 

A aparência alcançada artificialmente pelo criminoso de 25 anos possui características compatíveis com as de um indivíduo coreano, o que ele usou para fingir ser um homem da Coreia do Sul chamado "Jimin Seong". 

Considerado suspeito de realizar o contrabando de uma grande quantidade de MDMA para o interior do país, Saharat agora está sujeito à pena perpétua, dado que a Tailândia possui uma severa legislação antidrogas. 

Conforme informações repercutidas pela CNN, o homem tailandês confessou à polícia que possuía diversas "conexões internacionais", usando a chamada Dark Web para adquirir as substâncias narcóticas que vendia. 

Mudanças 

Vale mencionar que, até 2017, a sentença máxima usada para punir crimes relacionados ao tráfico de drogas no território tailandês era a de morte. Foi apenas naquele ano que essa foi modificada para a pena perpétua. 

Seguindo a tendência mundial de abandonar a abordagem fracassada da guerra às drogas, é importante destacar ainda que o país também aprovou medidas relacionadas à prevenção do uso de substâncias em 2021 — prevendo, por exemplo, o tratamento dos usuários em vez de seu encarceramento. 

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!