Notícias » Personagem

Um ano sem Paulo Gustavo: Thales Breta publica homenagem emocionante

“Não há como negar a sensação de que um pedaço de mim foi arrancado precocemente”, declarou o viúvo do comediante

Fabio Previdelli Publicado em 04/05/2022, às 13h23 - Atualizado às 15h05

Paulo Gustavo, Thales Bretas e seus filhos: Gael e Romeu
Paulo Gustavo, Thales Bretas e seus filhos: Gael e Romeu - Divulgação/Inatagram/@thalesbretas

No dia em que a morte do comediante Paulo Gustavo completa um ano, o dermatologista Thales Breta, viúvo de Paulo, publicou uma homenagem emocionante ao ator em suas redes sociais. “Hoje, 04 de maio, completa um ano que meus sonhos e projetos tiveram um freio de mão puxado bruscamente”. 

“Em 2021, em meio à pandemia de Covid, vivi a partida do meu marido, companheiro de vida, pai dos meus filhos, com o qual passei muitos dos meus melhores momentos, realizei os meus maiores sonhos e idealizei tantas coisas por muitos e muitos anos ainda por vir", prosseguiu. 

Após ficar dois meses internado por conta do novo coronavírus, o comediante não resistiu à enfermidade, recorda matéria publicada pelo site da revista AnaMaria. A perda precoce de Paulo pegou muitos de surpresa, o que rendeu momentos de dor e ensinamentos à Bretas

De repente, não pela primeira vez (e provavelmente nem pela última), percebi que os projetos na Terra não são só nossos, e que talvez há planos maiores a serem cumpridos - provavelmente em outro plano. Não há como negar a sensação de que um pedaço de mim foi arrancado precocemente”, declarou. 

A luta contra a Covid

Na mensagem, Thales recordou a luta de Paulo Gustavo contra a covid-19, lamentando o fato do marido ter falecido para uma doença que, na época, já existia uma vacina para combatê-la, embora sua utilização no Brasil tenha acontecido de maneira tardia em relação a outros lugares no mundo. 

Principalmente tendo sido vítima de um vírus para o qual já haviam desenvolvido vacinas que estavam sendo aplicadas pelo mundo. Mas a negação não ajuda no processo do luto. Faz parte, é inevitável, mas não te move”, seguiu. 

O dermatologista também revelou o que lhe ajudou a seguir com a vida após a trágica perda. "O que me moveu e move é o amor pelos meus filhos, pelo meu trabalho, pela minha família, pela vida que continua, e pelo privilégio de poder gozar, com saúde, de tudo que Deus me dá e que, sem o menor aviso prévio, também pode me tirar."

Por fim, agradeceu os momentos que teve ao lado do comediante e os frutos que a relação lhe trouxe. "A saudade é imensa, o amor é eterno, o laço que tivemos e toda história que construímos são infinitos! A nossa experiência, aqui na Terra, é passageira e imprevisível, e com o PG aprendi a viver o presente, o hoje como se não houvesse amanhã, sem precisar ser inconsequente! Obrigado, meu amor, por me fazer tão feliz e me deixar um presente (dois) e um futuro tão lindos!".


Saiba mais sobre a trajetória de Paulo Gustavo em podcast produzido pela Caras Brasil: