Notícias » Pandemia

União Europeia pode proibir a entrada de viajantes brasileiros

As restrições devem abranger os países mais atingidos pelo novo coronavírus

Penélope Coelho Publicado em 24/06/2020, às 10h49

Imagem da bandeira da União Europeia
Imagem da bandeira da União Europeia - Pixabay

Segundo reportagem publicada pelo jornal The New York Times, na última terça-feira, 23, a União Europeia está estudando maneiras de restringir viajantes vindos do Brasil, da Rússia e dos Estados Unidos — devido à pandemia de coronavírus e ao alto número de casos advindos desses países.

O bloco europeu pretende reabrir as fronteiras a partir do dia 1 de julho. O intuito é começar pelos países que conseguiram lidar melhor com a pandemia. Até então, não houve um anuncio oficial de quais nações estarão incluídas nas ordens de restrição e a lista ainda está em debate.

Entretanto, o Brasil, Rússia e EUA são os países que contam com o maior números de pessoas infectadas pelo vírus. No Brasil, já são 1.151.479 milhão de pessoas infectadas; na Rússia o número chega a 606.881 mil casos confirmados e os Estados Unidos têm 2.391.336 milhões de pessoas contaminadas com o vírus, de acordo com as últimas informações divulgadas pelos órgãos de saúde.

Imigração nos últimos anos

De acordo com o colunista Jamil Chade, em reportagem publicada pelo UOL, em 2019, foram emitidas ordens de expulsão para imigrantes brasileiros na Europa, para 298 mil pessoas, o que aumentou para 37% o número de expulsões relacionadas a brasileiros, no período de um ano.

Esse fator colaborou com o crescimento do número de imigrantes ilegais. Por hora, a Frontex, agência de fronteiras da União Europeia não explicou o motivo do aumento em relação ao Brasil, contudo, acredita-se que isso tenha acontecido devido ao enorme fluxo de imigração de brasileiros, em decorrência da crise econômica instalada no país, nos últimos anos.