Coronavírus » Pandemia

Coronavírus: De acordo com estudo, o novo vírus já estava presente na Itália desde dezembro

Até então, achava-se que a Covid-19 tinha chegado ao país somente no fim de janeiro

Penélope Coelho Publicado em 20/06/2020, às 10h28

Imagem ilustrativa de um teste positivo para coronavírus
Imagem ilustrativa de um teste positivo para coronavírus - Pixabay

De acordo com um estudo do Instituto Superior da Saúde, evidências do novo coronavírus já estavam presentes em águas residuais na Itália antes do que se pensava.

Em parceria com a empresa responsável pela água da comuna italiana de Turim, Smat, foram analisadas 40 amostras de águas residuais que haviam sido coletadas entre outubro de 2019 e fevereiro de 2020. O resultado da pesquisa demonstra que o novo coronavírus já se encontrava em algumas cidades, um mês antes do primeiro caso da doença ser registrado. 

"Os resultados, confirmados por dois laboratórios diferentes, com dois métodos distintos, confirmaram a presença de RNA (informação genética da SARS-COV-2) nas amostras coletadas em Milão e Turim em 18 de dezembro de 2019”, concluiu o instituto.

O mesmo já havia acontecido na Espanha, quando uma pesquisa local identificou indícios de Covid-19, presente nas águas residuais de Barcelona, no meio de janeiro — quase 40 dias antes de o primeiro caso ser registrado pelos órgãos oficiais do país.

Coronavírus na Itália

De acordo com as últimas informações divulgadas pelos institutos de saúde da Itália, o país tem 238.011 mil casos confirmados de pessoas infectadas pela doença. Os recuperados somam 181.907 mil e as mortes causadas pelo coronavírus registram 34.561 mil vítimas fatais.