Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Personagem / Benedito Lima de Toledo

Benedito Lima de Toledo: Os 89 anos um especialista em São Paulo

Arquiteto que melhor explicou São Paulo, Benedito Lima de Toledo completaria 89 anos neste 22 de julho

*Marcello de Oliveira Publicado em 22/07/2023, às 00h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
O arquiteto Benedito Lima de Toledo - Reprodução
O arquiteto Benedito Lima de Toledo - Reprodução

A cidade de São Paulo, maior metrópole da América Latina e uma das mais populosas do mundo, abriga um vasto acervo de cultura e arte, além de sediar um incontável conjunto de edificações icônicas como o Edifício Itália e o Mosteiro da Luz, por exemplo.

Chega a ser difícil conhecer todos os pontos que são referências, mas se houve um especialista na cidade de São Paulo, esta pessoa foi o professor Benedito Lima de Toledo.

+ Aventuras em 1 minuto: Paulo Mendes da Rocha, um dos mais renomados arquitetos do Brasil

O arquiteto, urbanista e membro da Academia Paulista de Letras, que se não tivesse nos deixado em julho de 2019 completaria 89 anos neste dia 22, foi também um notável pesquisador e autor de importantes livros que nos revelam a história da metrópole paulistana.

Benedito Lima de Toledo

Como professor na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP), Benedito não só compartilhou seu conhecimento como também inspirou inúmeras gerações.

A minha relação com o mestre teve início a partir de seu olhar sensível e visionário, onde tive a oportunidade de receber a sua orientação em trabalhos elaborados durante o curso, como, por exemplo, a pesquisa sobre o conjunto arquitetônico do Sítio Santo Antônio (em São Roque/SP), um dos mais importantes conjuntos Bandeiristas, expressão da arquitetura do período colonial brasileiro.

Benedito também participou da minha banca no trabalho de graduação, naquela ocasião orientada pela professora Maria Ruth Amaral de Sampaio.

Fui convidado por ele, na década de 1990, a participar de um de seus mais significativos projetos, que deu origem ao livro Prestes Maia e as origens do urbanismo moderno em São Paulo.

Nesta pesquisa, conseguimos demonstrar a evolução da cidade, de 1875 a 1945, a partir dos projetos idealizados por Prestes Maia, ex-prefeito de São Paulo e um dos principais urbanistas brasileiros.

Suas propostas de intervenção urbana transformaram a então cidade de São Paulo e suas características coloniais, numa cidade pujante e moderna, abrindo espaço para grandes vias de circulação de veículos, estruturação de eixos para o transporte coletivo e de massa, além de propor a retificação das marginais como vias de tráfego de automóveis.

+ Ramos de Azevedo, conheça o engenheiro arquiteto por trás do Theatro Municipal e do Mercado Municipal

A São Paulo que temos hoje é resultado do esforço de Prestes Maia e de suas propostas de mobilidade que trouxeram expressivo impacto na configuração do urbanismo moderno na cidade.

O olhar sensível e perspicaz do pesquisador e professor Benedito Lima de Toledo o levou a desenvolver um extenso trabalho de investigação sobre a cidade de São Paulo e como resultado desse esforço, publicou ao longo de sua vida importantes livros que resgatam as transformações ocorridas, como: São Paulo Três Cidades em um Século, Anhangabaú, Álbum Iconográfico da Avenida Paulista, O Esplendor do Barroco Luso-brasileiro e São Paulo Belle Époque.

Seu empenho como pesquisador, trouxe à luz e nos revelou muito sobre importantes sítios históricos, em especial a cidade de São Paulo e suas sucessivas configurações, partindo de uma cidade colonial, passando pelo período do ecletismo até a moderna metrópole, três tempos, três cidades.

Esse conjunto de pesquisas nos deixou um rico acervo, alguns deles editados após a sua morte, como o Mosteiro da Luz (KPMO Cultura e Arte, 2021), e outros previstos para futuras edições, como os Monumentos do Caminho do Mar, conjunto inaugurado em 1922, projetado pelo arquiteto Victor Dubugras e azulejaria pintada por José Watsh Rodrigues. O livro será lançado no segundo semestre de 2023 e fará parte da "Coleção Benedito Lima de Toledo" (edição KPMO Cultura e Arte).

Compartilhar estas experiências com o mestre, vivenciar o experimentalismo de quem busca o resgate da história a ser revelada foi uma experiência que agregou extenso conhecimento ao longo de minha formação acadêmica e profissional.


*Marcello de Oliveira é arquiteto, urbanista e diretor de arte da KPMO Cultura e Arte. Parceiro de Benedito em publicações desde os anos de 1990.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!