Matérias » Personagem

38 anos após ter sido acusada pela morte de Grace Kelly, sua própria mãe: Por onde anda Stéphanie de Mônaco?

As duas voltavam de carro da fazenda da família quando este derrapou e caiu de um penhasco; especulações dos jornais da época afirmavam que Stéphanie estaria ao volante

Ingredi Brunato Publicado em 03/09/2020, às 08h00

Fotografia de Stéphanie de Mônaco nova.
Fotografia de Stéphanie de Mônaco nova. - Wikimedia Commons

Stéphanie de Mônaco é a filha mais nova de Rainier III, príncipe de Mônaco, e da estrela de cinema Grace Kelly. Quando tinha apenas 17 anos, ela voltava de carro de uma fazenda com sua mãe, quando o carro em que estavam derrapou em uma curva, caindo de um penhasco de cerca de 40 metros de altura. 

Ambas ficaram muito feridas, no entanto um jardineiro que trabalhava próximo dali conseguiu resgatar a adolescente, o que salvou sua vida. Equipes vieram prestar socorro mais tarde à Grace Kelly, que tinha ficado presa no veículo amassado pelo acidente. 

A atriz, que tinha danos no cérebro, além das fraturas no tórax e fêmur, acabou entrando em coma. Seu marido mandou desligar no dia seguinte os aparelhos que a mantinham em estado vegetativo, de forma que a estrela de Hollywood teve sua morte oficialmente declarada, aos 52 anos. 

Stéphanie não pôde sequer participar do funeral da mãe, pois estava ainda se recuperando de suas próprias faturas no hospital. Porém, o pior de tudo foi a cobertura da mídia da época, que culpou a menina pela morte de Grace, especulando que a jovem estaria dirigindo sem licença. 

“Havia muita pressão sobre mim porque todo mundo estava dizendo que eu estava dirigindo o carro, que tudo foi minha culpa, que eu tinha matado minha mãe. Não é fácil quando você tem 17 anos, viver com isso”, contou a princesa de Mônaco em entrevista ao escritor Jeffrey Robinson, em 1989. 

Atriz Grace Kelly com a filha, Stéphanie, ainda criança. Crédito: Wikimedia Commons 

 

Carreira e dias atuais 

Hoje, Stéphanie de Mônaco já tem 55 anos — tendo superado, portanto, a quantidade de anos vividos por sua mãe. Casada e com duas filhas, uma simples pesquisa no Google mostra sites criticando suas “muitas rugas” e “roupas casuais demais”. Não deveria ser uma novidade: a filha de Grace Kelly nunca se importou muito com normas sociais, e quando era mais nova tinha inclusive reputação de “rebelde”. 

Em sua vida profissional, a princesa já foi estilista de moda, modelo e cantora por um curto período de tempo. Em sua juventude, apareceu em diversas capas de revista — incluindo nomes como Vogue e Vanity Fair. Também lançou um perfume com seu nome, apareceu no show da Oprah e gravou um single juntamente a Michael Jackson. 

Fotografia mais recente de Stéphanie ao lado de seus irmãos. Crédito: Wikimedia Commons 

 

Stéphanie também se envolveu e ainda se envolve com um grande número de associações filantrópicas. É presidente de algumas, patrocinadora de outras, e participante de mais algumas. Também criou suas próprias, dentre as quais se destaca a Luta contra a AIDS Mônaco. 

A princesa é particularmente ativa no enfrentamento do estigma social atrelado à AIDS, assim como no apoio de pessoas com HIV. Ela foi inclusive nomeada como embaixadora do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV / AIDS (UNAIDS), que é o principal defensor de uma ação global de combate à AIDS. 

Pandemia 

Recentemente, Stéphanie deu entrevista ao Mónaco Info, dizendo que durante essa quarentena voltou a morar na mesma casa que as filhas, que têm 25 e 21 anos, para passar um tempo com elas durante esse período de isolamento social, e matar a saudade de quando viviam juntas. 

Segundo o que a família têm postado na rede social, elas estão usando a quarentena para fazer atividades físicas juntas, experimentar receitas diferentes e brincar com seus cães de estimação.


+Saiba mais sobre Hollywood por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Hollywood: 131, de Charles Bukowski (1998) - https://amzn.to/2UXDWKe

Cenas de uma revolução: o nascimento da nova Hollywood, de Mark Harris (2011) - https://amzn.to/3c6gqAr

O pacto entre Hollywood e o nazismo: Como o cinema americano colaborou com a Alemanha de Hitler, de Ben Urwand (2019) - https://amzn.to/2ViwOqO

Hollywood Babylon: The Legendary Underground Classic of Hollywood's Darkest and Best Kept Secrets (Edição Inglês), de Kenneth Anger (1981) - https://amzn.to/2RurMWU

O livro do cinema, de Vários autores (2017) - https://amzn.to/2VeOS52

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W