Matérias » Hollywood

A maldição da família Lee: as tristes mortes de Bruce e Brandon Lee

Pai e filho, que marcaram a história das artes marciais em Hollywood, tiveram destinos insólitos

Paola Churchill Publicado em 30/05/2020, às 09h00

Bruce Lee e o filho Brandon Lee
Bruce Lee e o filho Brandon Lee - Wikimedia Commons

Bruce Lee sempre foi um ídolo para os amantes de filmes de artes marciais, sendo um dos maiores, senão o maior nome do gênero em Hollywood. Seu filho, Brandon Lee desde pequeno, acompanhava seu pai nos sets de filmagem e ficaria maravilhado com o que via. 

Bruce Lee e o filho Brandon/Crédito: Wikimedia Commons 

 

No entanto, com apenas oito anos de idade, Brandon perdeu seu pai de uma maneira misteriosa, sendo alvo de um episódio que marcaria a sua vida. O pequeno Lee decidiu que para dar continuidade ao legado de seu pai, queria ter uma carreira igual a dele. Todavia, o que o jovem não imaginava na época é que ele seguiria o caminho do pai não só na carreira, mas também na maneira bizarra em que veio à óbito. 

 

A morte de Bruce Lee

No dia 20 de julho de 1973, o astro asiático estava na casa de sua amante, Betty Ting Pei, após um longo e cansativo dia de gravações do filme Jogo da Morte (1978). Após reclamar de uma forte dor de cabeça, a atriz deu o remédio Equaseic ao astro, prometendo que logo melhoria.

Bruce agradeceu a gentileza de Betty e disse que tiraria um cochilo antes do jantar, no entanto, foi a última vez que foi visto com vida. Quando a amante tentou acordá-lo, se deparou com uma cena insólita: Bruce não se movimentava e nem dava respostas. 

Preocupada, Pei ligou para uma ambulância que o levou ao hospital, mas já era tarde demais e a lenda havia morrido. Os legistas que analisaram seu cadáver afirmaram que existiam duas possiblidades para o óbito. 

Bruce Lee no filme Operação Dragão, de 1973/Crédito: Divulgação 

 

A primeira delas apontava que Bruce teria tido uma reação alérgica ao medicamento. Já a segunda, que surgiu após a análise do cerébro, revelou que o órgão estava muito inchado e que isso pode ter causado um aneurisma no astro. 

As incertezas da autópsia fizeram com que os fãs do astro não acreditassem nessas versões e começassem a criar suas próprias teorias da causa da morte do ídolo.  Surgiram boatos que o mestre das artes marciais, na verdade, teria sofrido uma overdose de drogas. Indo além, também foi especulado que Bruce havia sido assassinato por Betty, que trabalhava em uma sociedade secreta que o queria morto. O óbito, além de devastar uma legião de fãs, acabou tendo fortes impactos na vida de Brandon. 

A outra tragédia

Vinte anos se passaram desde a morte de seu pai. Brandon Lee nunca desistiu da ideia de seguir o legado da família. Começou fazendo pequenas pontas em filmes, contudo, os produtores perceberam que o rapaz era talentoso e decidiram lhe dar uma chance.

Em 1992, o ator com 28 anos ganhou o papel mais importante de sua carreira: o personagem dos quadrinhos Eric Drave, O Corvo. A história era de um roqueiro que voltava dos mortos para vingar a sua morte e de sua namorada.

Brandon não poderia estar mais feliz. Era sua grande chance de ter uma carreira de sucesso igual a de Bruce Lee. Porém, o promissor ator não conseguiria ver os frutos de sua atuação.

No dia 31 de março de 1993, as gravações do filme estavam em reta final. O protagonista iria gravar uma cena onde seria baleado, mas, não existam motivos para ele ter medo. Afinal, a arma não estaria carregada.

Mas, assim que a pistola foi disparada mirando exatamente em seu abdômen, o barulhou chocou todos os presentes no set: a arma estava carregada e disparou realmente contra o ator.

A produção esqueceu-se de remover uma das munições reais do cano do revólver. Já carregada de projéteis falsos, mas ainda com a bala letal, o disparo foi realizado quando rodaram a cena, e a bala penetrou o abdômen de Brandon.

A produção e os atores demoraram a entender o que tinha acontecido, e quando perceberam que Brandon realmente tinha sido baleado chamaram uma ambulância. Quando chegou ao hospital, o procedimento para retirar o projétil demorou seis horas e não foi bem sucedido, Lee morreu na mesa de cirurgia, e foi dado morto à 1h03 da manhã do dia 31 de março de 1993. Bruce e Brandon Lee estão enterrados lado a lado, em Lake View Cemetery, em Seattle, nos Estados Unidos.


+ Saiba mais sobre Hollywood por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Hollywood: 131, de Charles Bukowski (1998) - https://amzn.to/2UXDWKe

Cenas de uma revolução: o nascimento da nova Hollywood, de Mark Harris (2011) - https://amzn.to/3c6gqAr

O pacto entre Hollywood e o nazismo: Como o cinema americano colaborou com a Alemanha de Hitler, de Ben Urwand (2019) - https://amzn.to/2ViwOqO

Hollywood Babylon: The Legendary Underground Classic of Hollywood's Darkest and Best Kept Secrets (Edição Inglês), de Kenneth Anger (1981) - https://amzn.to/2RurMWU

O livro do cinema, de Vários autores (2017) - https://amzn.to/2VeOS52

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W