Matérias » Família Real Britânica

A nebulosa saga da Princesa Victoria Gouramma: uma indiana na corte da Rainha Vitória

No ano de 1852, a rainha Vitória recebeu em Londres o rei indiano deposto Chikka Virarajendra acompanhado de sua filha, então com 11 anos de idade

Giovanna Gomes, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 17/03/2021, às 14h47

A princesa Victoria Gouramma
A princesa Victoria Gouramma - Domínio Público

Em meados do século 19, a rainha Vitória recebeu dois membros da realeza indiana em território inglês: o rei ChikkaVirarajendra, que havia sido deposto pelos britânicos anos antes, e sua jovem filha Gouramma. Ele, que governava a região de Coorg (Kodagu) até o ano de 1834, queria contatar a soberana para solicitar que seus bens materiais fossem devolvidos.

Era 1852 quando o indiano chegou em Londres acompanhado de sua filha favorita, então com 11 anos. Exilados, a vida mudou completamente. A jovem logo foi convertida ao Cristianismo. Conforme explica o site da Time, a rainha se encantou com a menina e se tornou sua madrinha.

Gouramma e seu pai em Londres - Crédito: Divulgação/Illustrated London News

 

A princesa então foi batizada pelo arcebispo de Canterbury e recebeu o mesmo nome que a soberana, passando a se chamar Victoria Gouramma.

Em busca de um pretendente

Mais tarde, com o objetivo de disseminar o Cristianismo na Índia, a rainha pensou que seria viável casar a princesa com o jovem Duleep Singh, marajá deposto do Punjab que também havia se convertido à religião recentemente.

Contudo, a união não se oficializou, pois não havia a menor atração entre a dupla. Logo, a indiana se apaixonou por outro homem, o coronel do exército John Campbell, quem era muito mais velho que ela. Eles se casaram em 1860 e, no ano seguinte, nasceu a única filha do casal, chamada Edith

Retrato da rainha Vitória, em 1887 - Crédito: Getty Images

 

Entretanto, a união com Campbell não foi nem de longe um conto de fadas. Pelo contrário, de acordo com o site do Royal Parks, o oficial logo se mostrou um viciado em jogos e que tinha interesse na riqueza de sua jovem esposa.

Infeliz com seu casamento, a princesa Victoria Gouramma ainda enfrentaria uma grave doença em sua juventude e que seria fatal: a tuberculose. Ela morreu pouco antes de completar 23 anos de idade, deixando a pequena Edith ainda com 3 anos.

Choque cultural

Conforme repercutido pelo site The Better India, a historiadora especialista em história da monarquia britânica, Priya Atwal, escreveu em um artigo que, desde que a princesa foi acolhida pela rainha, aos poucos, foi ficando cada vez mais sobrecarregada. Isso ocorreu devido ao “choque cultural e aos desafios emocionais que enfrentava por ser uma estrangeira recém-chegada na Família Real”.

Retrato da princesa indiana - Crédito: Wikimedia Commons

 

A historiadora reforça que a jovem indiana, assim como os demais afilhados adotados da rainha Vitória, vivia como uma estranha em meio à realeza britânica em razão de sua cor de pele. "Vitória não permitiu que Gouramma se encontrasse com seu pai novamente, e Gouramma eventualmente perdeu a habilidade de falar sua língua materna. É muito cruel", finalizou a historiadora, que teve a fala também repercutida pelo site da Time.


+Saiba mais sobre a Era Vitoriana através de grandes obras:

A Era Vitoriana, Élio Chaves Flores e Iris Helena Guedes (2000) — https://amzn.to/2NLy4Ae

Vitória, a rainha: Biografia íntima da mulher que comandou um Império, Julia Baird e Denise Bottmann (2018) — https://amzn.to/2NMzKJP

História Concisa da Grã-Bretanha, de W. A. Speck (2013) — https://amzn.to/33FeKdj

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du