Matérias » Crimes

Alvo de um lunático: O trágico fim da cantora Christina Grimmie

Conhecida por sua participação no reality show The Voice nos EUA, a artista teve a vida interrompida brutalmente após um show

Penélope Coelho Publicado em 09/02/2021, às 11h18

Christina Grimmie, em 2014
Christina Grimmie, em 2014 - Wikimedia Commons

Foi ao realizar sua interpretação da canção Wrecking Ball, de Miley Cyrus, que a cantora Christina Victoria Grimmie iniciou sua trajetória de sucesso na sexta temporada do reality show musical The Voice, nos Estados Unidos.

Tornando-se famosa e reconhecida por seu talento, Christina pôde finalmente realizar seu sonho de infância ao conseguir viver da música, contudo, ninguém poderia imaginar que seria justamente após um show, que ela seria assassinada no ano de 2016.

Jornada para o sucesso

Nascida em 12 de março de 1994, em Nova Jersey, Estados Unidos, Grimmie sempre teve aptidão musical, por isso, ainda muito nova resolveu criar um canal no Youtube, no ano de 2009, para postar vídeos de covers de músicas que já eram conhecidas pelo grande público.

Por seu talento inegável, a jovem fez sucesso na plataforma e já em 2013 atingiu a marca de 2 milhões de inscritos em seu canal. Mas, foi no ano de 2014 que sua carreira decolou.

Ao entrar para o The Voice, Christina participou do time do cantor Adam Levine. A artista foi até a final do programa e ficou em terceiro lugar, independente do resultado, a intérprete foi contratada por uma gravadora, lançando álbuns e EP’s.

Além do talento musical, a norte-americana também gostava de se expressar artisticamente de outras maneiras. A jovem fez sua primeira e única aparição no cinema com a comédia romântica The Matchbreaker (2016), já que infelizmente ela não teve tempo para dar continuidade em sua carreira de atriz.

Grimmie fazendo show em 2011 / Crédito: Wikimedia Commons

 

Morta a tiros

Em 10 de junho de 2016, Grimmie tinha uma apresentação marcada para acontecer na casa de shows The Plaza Live em Orlando, Flórida, Estados Unidos. Naquele dia, a jovem usou suas redes sociais para pedir aos seus fãs que comparecessem ao concerto.

Tudo ocorreu bem durante a apresentação ao lado banda Before you Exit, foi ao final do show que a tragédia aconteceu. A cantora atendia e dava autógrafos aos fãs no local, quando se deparou com Kevin JamesLoibl, um homem de 27 anos na época.

Acreditando que se tratava de um admirador de seu trabalho, Christina abriu os braços para recebê-lo, mas, foi surpreendida com tiros: um na cabeça e dois no peito, como revelou a autópsia posteriormente.

De acordo com informações publicadas pelo G1 na ocasião, a mulher foi levada imediatamente para o hospital mais próximo, mas, não resistiu e faleceu às 23h do dia 10 de junho de 2016, aos 22 anos.

Ao mesmo tempo em que algumas pessoas socorreram Christina, o irmão da jovem iniciou uma luta corporal com o responsável pelos disparos. Contudo, Loibl conseguiu escapar. Encostado em uma parede, o criminoso deu um tiro na cabeça e tirou a própria vida.

A tragédia envolvendo a ex-participante do The Voice levantou mais uma vez a discussão sobre o uso de armas nos Estados Unidos.

Na ocasião, a polícia de Orlando revelou que pelo procedimento padrão, os participantes teriam que ter passado por uma vistoria antes de entrarem no show, mas, o local não possuía detectores de metal e essa etapa crucial foi pulada.

De acordo com o G1, após investigações, as autoridades locais concluíram que o cidadão estava carregando duas armas, dois pentes de munição e uma grande faca de caça.

Christina no palco em 2014 / Crédito: Wikimedia Commons

 

Motivações

De acordo com a polícia, Kevin James era morador de São Petersburgo, também na Flórida e viajou para Orlando com a intenção de cometer o crime.

Após investigações com conhecidos e também através dos pertences do homem, as autoridades concluíram que Loibl mantinha uma "paixão doentia e irreal" por Christina.

O norte-americano já havia se envolvido em confusões com armas e era conhecido por seu temperamento violento. O autor do crime não tinha diagnóstico de uma doença mental e também não havia sido preso anteriormente.

Ao averiguarem o estilo de vida do assassino de Grimmie, a polícia descobriu que o homem havia perdido peso e feito cirurgias para se tornar ‘mais bonito aos olhos da cantora’.

A triste perda repentina da artista gerou uma onda de tristeza na comunidade musical dos Estados Unidos e chocou o mundo como um todo. Até hoje, quase cinco anos após o crime, Christina Grimmie é lembrada com carinho por seus fãs, por sua voz inesquecível.


+Saiba mais sobre crimes e sobre o caso através de obras disponíveis na Amazon Brasil

Killing for Company: The Story of a Man Addicted to Murder, Brian Masters (1993) - https://amzn.to/2XUnA52

Social Killers, RJ Parker, JJ Slate (2015)  - https://amzn.to/37F0QKx

A sangue frio, Truman Capote (2003)  - https://amzn.to/2XRcFcd

She Killed Selena (Edição Inglês), de Amy Delaneyhttps://amzn.to/2Ux7EFB

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W