Matérias » Música

Astro recusado: O cômico dia em que Freddie Mercury conheceu Jim Hutton

O último namorado do vocalista do Queen passou os últimos seis anos ao seu lado — mas "fez o difícil" durante a primeira investida

Wallacy Ferrari Publicado em 06/10/2020, às 10h21

Foto presente na capa do livro Mercury and Me, de Jim Hutton.
Foto presente na capa do livro Mercury and Me, de Jim Hutton. - Divulgação / Amazon

Os últimos seis anos de vida de Freddie Mercury não apenas contaram com a inseparável presença de sua melhor amiga, Mary Austin, seu assistente pessoal Peter Freestone e dos membros do Queen, mas, em 1985, tiveram a adição de seu último amor da vida; Jim Hutton, que namorou o astro e chegou a residir na mansão Garden Lodge.

Apesar do amor público — usando alianças e frequentando festas — e da descoberta mútua da soropositividade, o início da intensa relação íntima entre os dois bigodudos não foi tão estreita. De acordo com o próprio Jim, em entrevista ao programa britânico The Big Breakfast em 1994, as investidas iniciais do cantor não foram eficientes para o atrair.

Ambos estavam no clube Heaven, em Londres, quando o astro do rock abordou, próximo ao balcão, o jovem cabeleireiro irlandês. Apesar da fama, Jim afirmou que não conhecia muito sobre o vocalista, o que diminuiu o interesse: "Nós nos conhecemos em um clube. Ele me ofereceu uma bebida e eu disse para ele não começar [...] Ele era um totalmente, absolutamente estranho [para mim]".

Freddie e o namorado Jim Hutton simulam uma briga em fotografia pessoal / Crédito: Divulgação

 

Reencontro estranho

Por ser presente na cena gay londrina, o cabeleireiro chegou a ver o músico em outras ocasiões. "Alguns meses depois disso, eu estava em um restaurante e um amigo que estava comigo mencionou: 'Adivinha quem está atrás de você?' [Era] Freddie Mercury de novo", contou Hutton em seu livro de memórias.

A gota d’água foi 18 meses após a primeira investida; o vocalista tentaria novamente conquistar o rapaz musculoso, porém, de uma forma mais incisiva. A segunda ocasião ocorreria em um outro clube: "Eu não vi Freddie Mercury de novo por 18 meses e, então, encontro ele em um clube [...] Era isso. A mesma rotina de novo: 'Deixa eu te comprar uma bebida”.

Jim preferiu recusar e abusar do sarcasmo; não só rejeitou, para mostrar que também tinha poder aquisitivo, como ainda ofereceu uma bebida para o cantor. Freddie, por sua vez, aceitou uma “vodka grande”. Após alguns segundos de silêncio, o músico perguntou abruptamente ao cabeleireiro: “Quão grande é o seu pênis?” — sendo o suficiente para quebrar o gelo e iniciar uma conversa descontraída.

Mary Austin, Jim Hutton e Freddie Mercury reunidos em foto / Crédito: Divulgação/Twitter/queenarchive/04.12.2018

 

O início até o fim

Após a ocasião, ambos conseguiram trocar telefonemas e realizar encontros ao longo de um ano. Ao final do período, Hutton foi convidado para morar na lendária mansão Garden Lodge junto a Mercury, porém, não abdicou de seus afazeres rotineiros com o conforto e luxo proporcionado pelo companheiro.

"Eu continuei meu trabalho como cabeleireiro. Eu apenas continuei com minha vida de todos os dias". Ele também falou que o trabalho foi uma distração para ele quando Mercury atingiu os estágios finais da AIDS. "Eu continuei meu trabalho normalmente para me manter ocupado. Eu não queria enlouquecer por pensar nisso o tempo todo", contou Hutton.

Jim acompanhou o namorado até os últimos dias de vida e, após o falecimento de Freddie, em 24 de novembro de 1991, preferiu retornar ao país natal para construir sua casa própria longe da badalação londrina. Em 1994, lançou o livro ‘Mercury and Me’, retornando a Inglaterra e realizando uma bateria de entrevistas que renderam diversas revelações. Hutton morreu em 2010, aos 60 anos, vítima de um câncer de pulmão.


++Conheça Jim Hutton, o grande amor da vida de Freddie Mercury


+Saiba mais sobre Freddie Mercury e o Queen através de grandes obras disponíveis na Amazon:

Freddie Mercury: A biografia definitiva, Lesley-Ann Jones (2013) - https://amzn.to/2RGcM9q

Queen nos bastidores, Peter Hince (2012) - https://amzn.to/2slRCm9

Queen, Phil Sutcliffe (2011) - https://amzn.to/2Pat1tC

A Verdadeira História do Queen, Mark Blake (2015) - https://amzn.to/2EaAjaE

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W