Matérias » Bizarro

Clement Vallandigham: o advogado que se matou ao tentar vencer um caso

Ao tentar provar a inocência de um cliente, Vallandigham virou vítima da própria profissão

Paola Churchill Publicado em 18/04/2020, às 09h00

Retrato de Clement Vallandighan
Retrato de Clement Vallandighan - Wikimedia Commons

No dia 17 de junho de 1871, o renomado advogado Clement Vallandigham sentia que iria vencer um caso. Chegou cedo ao tribunal e conversou com a sua equipe sobre os preparativos para a defesa de Thomas McGehean que havia sido acusado de assassinato. Entretanto, não sabia que, para convencer o júri da inocência, ele teria que morrer. 

Clement Laird Vallandigham sempre ia muito a fundo pelas causas que acreditava, por assim dizer. Atuava como político e liderava uma facção de democratas anti-guerra durante a Guerra Civil Americana.

Clement Vallandighan era um político e advogado americano/Crédito: Wikimedia Commons 

 

Em 1863, ele foi condenado em uma corte marcial do Exército por se opor à guerra e foi exilado da Confederação. Ao desistir da carreira política, optou por focar na área jurídica se tornando um grande advogado em Ohio.

Em 1871, Clement era o advogado de Thomas McGehean, que fora acusado de matar um homem durate uma briga em Hamilton, Ohio. O argumento da defesa era simples: a vítima, Tom Myers, havia se matado acidentalmente enquanto sacava a pistola do bolso e se levantava.

Em um hotel na Lebanon House, Vallandigham e os outros advogados de defesa discutiam a melhor maneira de reproduzir isso ao júri. A ideia era usar uma pistola descarregada para montar a cena do crime e sustentar o argumento. O plano parecia perfeito.

No dia seguinte, o advogado se apresentou ao tribunal com seu argumento de defesa. Pegou uma arma que achou que estivesse descarregada, a colocou no bolso e encenou os eventos que aconteceram naquela fatídica noite.

Todavia, quando sacou a pistola carregada de sua calça, sem querer a disparou (assim como ele disse que havia acontecido). E assim acertou em cheio na barriga.

O homem foi levado rapidamente para o hospital, os cirurgiões conseguiram localizara a bala localizada na bexiga do ferido, mas não conseguiram tirá-la e Valladigham morreu no outro dia, após uma peritonite aguda.

Apesar de ter sido fatalmente ferido, a manifestação de Clement provou seu argumento, e o réu Thomas McGehean, foi absolvido e libertado da custódia. Seria um final feliz na vida do homem, se ele, quatro anos mais tarde, não tivesse se envolvido em outra briga de bar que resultou em sua morte após ser alvo de quatros disparos.


++ Saiba mais sobre outros crimes bizarros por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

A Condessa Sangrenta, Alejandra Pizarnik (2011) - https://amzn.to/2DowuxU

Elizabeth Bathory (English Edition), Edward Eaton (e-book) - https://amzn.to/2DoH34n

Arquivos Serial Killers. Made in Brazil e Louco ou Cruel, Ilana Casoy (2017) - https://amzn.to/34v1Uii

Lady Killers: Assassinas em Série: As mulheres mais letais da história - Em uma edição igualmente matadora, Tori Telfer (2019) - https://amzn.to/2XX79EX

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du