Matérias » Música

Como Natalia Kills teve um dos maiores cancelamentos da indústria pop

Em 2015, a cantora inglesa se envolveu em uma polêmica após fazer bullying com participante de reality show musical

Penélope Coelho Publicado em 15/04/2021, às 12h00

Fotografia de Natalia Kills
Fotografia de Natalia Kills - Wikimedia Commons

No início deste ano, a rapper Karol Conká enfrentou grandes críticas por sua postura na atual edição do reality show Big Brother Brasil, sendo ‘cancelada’ nas redes sociais, a artista foi eliminada do programa com 99,17% dos votos, maior índice de rejeição da história do reality.

Sabe-se que essa não é a primeira vez que uma artista é ‘cancelada’ por suas atitudes. No ano de 2015, um caso envolvendo a cantora inglesa Natalia Kills — atualmente chamada de Teddy Sinclair — dominou os debates nas redes sociais. Desde então, sua carreira jamais foi a mesma. As informações são do portal Vagalume.

Início 

Nascida em 15 de agosto de 1986, em um condado da Inglaterra, Natalia Noemi ‘Teddy’ Sinclair, ficou conhecida por alguns hits do gênero pop como: Mirrors (2010) e Free (2011) em uma parceria com o rapper Will.i.am.

A artista vivenciava uma ascensão em sua carreira, enquanto escrevia canções para grandes nomes da música como Madonna e Rihanna. Em 2014, o reality show musical The X Factor da Nova Zelândia anunciou que Natalia e seu marido, o também cantor, Willy Moon, seriam os mais novos jurados do programa. Contudo, na estreia do reality, a mulher se envolveu em uma enorme polêmica.

Falas controversas 

Em março de 2015, os jurados do The X Factor da Nova Zelândia estavam prontos para ouvirem os candidatos. Logo no primeiro show ao vivo, o participante Joe Irvine foi humilhado por Kills.

Natalia Kills no palco / Crédito: Wikimedia Commons

 

Na ocasião, o homem havia apresentado a canção ‘Cry Me a River’, de Justin Timberlake, quando foi submetido a escutar duras e inesperadas críticas da cantora inglesa. Natalia acusou Irvine de estar descaradamente copiando seu marido:

"Senhoras e senhores, eu vou dizer o óbvio: nós temos uma cópia entre nós. Como uma artista que respeita a criatividade, integridade e propriedade intelectual, estou enojada com o quanto você copiou o meu marido. Do cabelo até o terno. Você não tem nenhum valor ou respeito pela originalidade?", indagou.

A mulher continuou sua polêmica fala e seguiu fazendo bullying com o participante: “Você é motivo de risada. É brega, é nojento. Eu particularmente acho uma absoluta atrocidade artística. Estou constrangida de estar sentada aqui em sua presença tendo que engrandecer você com minha opinião", disse Kills.

A postura da artista foi apoiada somente por seu marido, Willy Moon, já que os outros jurados e a plateia claramente ficaram do lado de Joe, que foi humilhado gratuitamente.

Nos dias que se passaram após o incidente constrangedor, não demorou muito para que os comandantes do The X Factor anunciassem a demissão de Natalia e seu esposo. Seu comportamento foi descrito como "completamente inaceitável” pelo representante da produtora responsável pelo show.

As atitudes da inglesa foram muito criticadas na internet e também por outros artistas, como, Melanie Blatt —também jurada do programa — e pelo cantor Ed Sheeran, em suas redes sociais. Como revelou o Correio Braziliense na época.

Tentativas 

Desde esse episódio, a carreira da mulher nunca mais foi a mesma, após a demissão do reality, a cantora também perdeu o contrato com sua gravadora, Cherrytree Records. Alguns dias depois da confusão, Natalia e o marido se pronunciaram sobre o ocorrido nas redes sociais e pediram desculpas a Joe Irvine.

"Muito acontece nos bastidores de um reality show e o que vocês veem não é a história toda [...] O programa me convocou para levar minha paixão, expressão dramática e perspectiva. Eu fui encorajada a ser desbocada e as coisas saíram do controle. Joe espero que você possa me desculpar e eu te desejo tudo de melhor! Seja natural, não-convencional e seja você", escreveu Kills.

Em 2016 a inglesa mudou o nome artístico para Teddy Sinclair e começou uma banda chamada Cruel Youth ao lado do esposo, mas, sabe-se que desde então, a cantora está cada vez mais distante dos holofotes.

Confira o vídeo de Natalia Kills no The X Factor


+Saiba mais sobre música por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

O livro da música clássica, de Vários Autores (2019) - https://amzn.to/2RrQz0D

Como Ouvir e Entender Música, de Aaron Copland (2017) - https://amzn.to/3c8V7ht

Falando de música, de Leandro Oliveira (2020) - https://amzn.to/2xkz6O5

Uma história da música popular brasileira: das Origens à Modernidade, de Jairo Severiano (2013) - https://amzn.to/34wM1sj

Uma breve história da música, de Roy Bennett (1986) - https://amzn.to/3a35ylg

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W