Matérias » Música

Controle de natalidade e trabalho forçado: 5 revelações surreais sobre o caso Britney Spears

A 'princesa do pop' é controlada por uma tutela, que lidera seu patrimônio, acesso a comunicação e até gravidez desde 2008

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 24/07/2021, às 08h00

Spears durante apresentação em 2016
Spears durante apresentação em 2016 - Getty Images

Britney Spears é um dos principais expoentes da música pop desde o final da década de 1990, quando surgiu ao mundo com diversos hits dançantes. Sua influência na publicidade e apresentações pelo mundo rendeu um status de superestrela para a loira, que fez fortuna com sua imagem.

Contudo, se engana quem acredita que a diva pop garantiu seu conforto com o sucesso. Desde 2008, a tutela sobre suas ações públicas e privadas, além do acesso ao patrimônio e guarda dos filhos são administradas pelo pai da cantora, Jamie, junto a uma equipe de advogados e empresários.

Nos últimos anos, a situação de controle abusivo da artista se torna cada vez mais conhecido pela imprensa devido às revelações chocantes em audiências, amplificando o movimento pela liberdade de Spears com a hashtag #FreeBritney. Sabendo disso, o site Aventuras na História separou alguns fatos importantes deste caso.

Confira 5 revelações surreais sobre o caso Britney Spears, reveladas pela artista durante um depoimento em junho deste ano. O relato completo foi divulgado pela Vanity Fair.

1. Impedida de engravidar 

Um dos depoimentos da cantora chamou atenção pela intervenção corporal administrada pelos tutores; Britney revelou que teve um DIU (dispositivo intra-uterino) no corpo, sendo considerado um dos métodos mais longos e eficientes para evitar gravidez.

Contudo, a permanência desse item em seu aparelho sexual não é de seu agrado:"Eu tenho um DIU em meu corpo agora que não me deixa ter um bebê e meus tutores não me deixam ir ao médico para retirá-lo".


2. Dopada com lítio

Se engana quem acredita que os abusos físicos se limitam ao controle de natalidade; a interferência em remédios de intervenção psicológica foi relatada pela loira em depoimento, conforme relatamos anteriormente.

"Ah, claro. sim. OK. As pessoas que fizeram isso comigo não deveriam ser capazes de se safar tão facilmente. Para recapitular: eu estava em turnê em 2018. Fui forçada a fazer ... Minha equipe disse que se eu não fizesse essa turnê, teria que encontrar um advogado e, por contrato, minha própria equipe poderia me processar se eu não continuasse com a turnê. Ele [meu empresário] me entregou uma folha de papel quando eu saí do palco em Las Vegas e disse que eu tinha que assiná-la. Foi muito ameaçador e assustador. E com a tutela, eu não consegui nem mesmo ter meu próprio advogado. Então, por medo, fui em frente e fiz a turnê". 

Ela explicou que, ao deixar de cooperar em ensaios e shows, a tutela a colocou em uma sala com um terapeuta, que receitou lítio. 

Britney tranquiliza fãs após audiência de curatela, em setembro de 2020 / Crédito: Divulgação/Instagram/britneyspears

 

"Ele imediatamente, no dia seguinte, me deu lítio do nada. Ele me tirou meus remédios normais que estava usando há cinco anos. E o lítio é um medicamento muito, muito forte, e completamente diferente do que eu estava acostumada. Você pode ficar mentalmente debilitada se tomar muito, se ficar por mais de cinco meses. Mas ele me colocou nisso e eu me sentia bêbada", explicou. 


3. Sem dinheiro e telefone

Na mesma audiência, a artista ainda revelou que o acesso ao telefone e ao dinheiro que arrecadou ao longo da vida são impedidos pelo pai, que designa uma equipe para atualizar suas redes sociais e raciona as ligações telefônicas por via de seus funcionários na residência da cantora.

"O controle que ele tinha sobre alguém tão poderoso quanto eu - ele amava o controle para machucar sua própria filha 100.000%. Ele amou. Arrumei minhas malas e fui para aquele lugar. Eu trabalhava sete dias por semana, sem folga, o que na Califórnia a única coisa semelhante a isso se chama tráfico sexual. Fazer qualquer um trabalhar contra a sua vontade, levando embora todos os seus bens: cartão de crédito, dinheiro, telefone, passaporte. Todos moravam na casa comigo: as enfermeiras, o segurança 24 horas por dia, sete dias por semana. Havia um chef que vinha lá e cozinhava para mim todos os dias durante a semana. Eles me consultavam todos os dias, nua, de manhã, à tarde e à noite. Eu não tinha nenhuma privacidade, nem porta no meu quarto. E tiravam de mim oito frascos de sangue por semana". 

A revista Istoé Dinheiro acrescentou que, dos US$ 60 milhões de seu patrimônio, Britney recebe apenas US$ 2 mil por semana para gastar com itens pessoais, sem a possibilidade de realizar viagens ou passeios sem guarda-costas.


4. Falsa felicidade 

No depoimento concedido ao juiz, ela fez questão de enfatizar que existe uma construção midiática da imagem contente e saudável — contrastando com sua atual situação íntima.

Manifestantes se reúnem em frente a tribunal para solicitarem liberdade de Britney / Créditos: Getty Images

 

"Eu pensei que talvez, se eu dissesse o suficiente, talvez eu pudesse me tornar feliz, porque eu tenho negado isso. Eu estive em choque. Estou traumatizada. Você sabe: finja até conseguir. Mas agora estou dizendo a verdade, ok? Eu não estou feliz. Eu não consigo dormir. Estou com tanta raiva, é uma loucura. E estou deprimida. Eu choro todos os dias". 


5. Processar a família

Por fim, a diva pop faz questão de retomar o controle de seus bens e vida pública, cogitando se desligar da família em relação ao desamparo e planejando processar o pai pelos anos de abuso parental, financeiro e midiático. Por isso, seu processo de revisão da tutela ainda está em julgamento, possibilitando a vitória da cantora — e, depois de anos, sua liberdade.

"(...) Tudo que eu quero é ter meu dinheiro, para que isso acabe, e meu namorado me levar embora em seu carro. E eu honestamente gostaria de processar minha família, para ser totalmente honesta com você. Eu também gostaria de poder compartilhar minha história com o mundo, e o que eles fizeram comigo, em vez de ser um segredo para beneficiar a todos eles". 


+Saiba mais sobre Britney Spears em grandes obras disponíveis na Amazon:

Britney Spears: Menina perdida, por Christopher Heard (2011) - https://amzn.to/3jIcWck

Britney Spears: In Her Own Words Britney Spears, por Peter Jennings (2017) - https://amzn.to/377ly7m

Britney Spears: An Unauthorized Biography, por Alix Strauss (1999) - https://amzn.to/2MYfwPv

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W