Matérias » Filantropia

De Bill Gates a Mark Zuckerberg: conheça os 10 principais filantropos do mundo

Para ajudar na reconstrução da catedral de Notre-Dame, alguns bilionários não economizaram na hora de abrir a carteira. Conheça outras figuras que têm muito em comum na conta!

Thiago Lincolins Publicado em 17/04/2019, às 11h47

None
- Wikimedia Commons

Após o incêndio que destruiu a catedral de Notre-Dame na última segunda-feira, 15, bilionários e doadores privados anunciaram a transferência de grandes quantias financeiras para ajudar na reconstrução da catedral do século 12. Bernard Arnault, um bilionário francês e dono do grupo LVMH, informou que doará 200 milhões de euros (cerca de R$ 788 milhões). O mesmo valor também será dado pela família Bettencourt Meyers, proprietária da empresa L'Oréal.

Para as pessoas mais ricas do mundo, a filantropia é uma das partes mais importantes de suas trajetórias em vida. Além de se mobilizarem em tragédias como a que ocorreu na catedral de Notre-Dame, muitos também doam dinheiro para instituições de caridade ou de saúde filantrópicas.

Conheça alguns dos mais importantes filantropos do mundo:


1. Bill e Melinda Gates

Wikimedia Commons

O casal mais rico do planeta também é o que mais se solidariza em causas filantrópicas. Em 25 anos juntos, o fundador e a cofundadora da Microsoft já doaram mais de US$ 30 bilhões (aproximadamente R$ 117 bilhões). Através do trabalho realizado na fundação Bill e Melinda Gates, a dupla ajuda crianças ao redor do mundo.


2. Warren Buffett

Wikimedia Commons

O CEO da Berkshire Hathaway, que ocupou o topo da lista dos homens mais ricos do mundo em 2008, é um dos filantropos mais conhecidos da história. Investindo na fundação Bill e Melinda Gates, o ricaço já doou mais de US$ 21 bilhões (aproximadamente R$ 82 bilhões). Buffett também é responsável pelo The Giving Pledge, uma campanha que encoraja outros bilionários a ajudarem causas sociais.


3. George Soros

Wikimedia Commons

Soro, que ganhou sua fortuna por meio de especulação financeira, já doou bilhões para ajudar projetos que visam a defesa dos direitos humanos. Ao longo de seus 88 anos, já investiu mais de US$ 8 bilhões (aproximadamente R$ 31 bilhões) em várias causas pelo mundo. Uma de suas ações filantrópicas mais notórias inclui a luta contra o apartheid.


4. Azim Premji

Wikimedia Commons

O presidente da empresa indiana TI Wipro Limited também é conhecido por suas grandes ações filantrópicas. Ao participar da campanha The Giving Pledge, Premji doou mais de US$ 8 bilhões (aproximadamente R$ 31 bilhões) de sua própria fortuna. Além disso, o segundo homem mais rico da índia também fundou a Azim Premji Foudation, que ajuda a melhorar a qualidade da educação no país.


5. Charles Francis Feeney

  Wikimedia Commons

O empresário ficou conhecido por suas doações secretas, que foram descobertas em 1997. Além de fundador da Atlantic Philanthropies, uma fundação privada inaugurada em 1982, Feeney decidiu doar toda a sua fortuna estimada em US$ 8 bilhões (aproximadamente R$ 31 bilhões) para ajudar instituições de caridade ao redor do mundo.


6. Carlos Slim

  Reprodução 

Notório por sua atuação no ramo de telecomunicações do México, o magnata, que ocupa o top 5 na lista dos homens mais ricos de 2019, tem uma fundação de caridade em seu nome. Através de iniciativas que focam na conservação ambiental no México e apoio às famílias latinas que vivem nos EUA, Slim já doou mais de US$ 8 bilhões (aproximadamente R$ 31 bilhões) de sua fortuna.


7. Sulaiman bin Abdulaziz Al Rajhi

Wikimedia Commons

O bilionário, que ganhou sua fortuna ao fundar o banco Al Rajhi na Arábia Saudita, não pensa duas vezes antes de abrir a carteira. Ao doar mais de US$ 5 bilhões de sua fortuna avaliada em US$ 7,7 bilhões (aproximadamente R$ 30 bilhões), Sulaiman começou a investir os seu dinheiro nas áreas de saúde, educação e religião. 


8. Gordon Moore

 Reprodução 

Além de cofundador da Intel, Moore também é um dos bilionários mais caridosos do mundo. Em 2006, se aposentou e fundou a instituição Gordon e Betty Moore. Ajudando causas que envolvem conservação ambiental e atendimento a pacientes, o grande nome da Intel doou, até o momento, uma quantia estimada em US$ 5 bilhões (aproximadamente R$ 19 bilhões).


9. Michael Bloomberg

Wikimedia Commons

Através da Bloomberg, companhia de tecnologia para o mercado financeiro, o ex-prefeito de Nova York ficou conhecido por suas grandes contribuições para instituições de caridade e organizações, como a OMS (Organização Mundial de Saúde). Com suas ações filantrópicas, Michael doou mais de US$ 3 bilhões  (aproximadamente R$ 11,7 bilhões) até agora.


10. Mark Zuckerberg

Wikimedia Commons

Ao fazer part do The Giving Pledge, o CEO do Facebook decidiu se desprender de metade de toda a sua fortuna enquanto estiver vivo. Ao lado de Priscilla Zuckerberg, sua esposa, o casal já ajudou causas como a luta contra o Ebola. Além disso, Mark e Priscilla também estão envolvidos em causas voltadas à educação. Até o momento, eles doaram mais de US$ 1 bilhão (aproximadamente R$ 3,92 bilhões) – mas o valor pode subir para US$ 40 bilhões no futuro.