Matérias » Curiosidades

Descubra o evento da vida real que inspirou o roteiro de Parasita

“Eu queria que a história parecesse uma história que nos rodeia diariamente", disse Bong Joo-ho sobre o conceito por trás de seu premiado filme

Fabio Previdelli Publicado em 06/07/2021, às 13h30

Pôster do filme Parasita (2019)
Pôster do filme Parasita (2019) - Divulgação/ CJ Entertainmen

Na noite de ontem, 7, Parasita foi exibido pela primeira vez na TV aberta brasileira. A oportunidade, obviamente, serviu para diversos fãs do longa — que rendeu o Oscar de melhor filme para o diretor Bong Joon-ho — se manifestassem nas redes socias.  

Dessa maneira, o termo ‘Parasita’ ficou nos Trending Topics do Twitter por algumas horas. Além disso, o momento serviu para relembras algumas cenas do filme e levantar alguns questionamentos, afinal, de onde surgiu a inspiração para a história? 

Quando venceu a Palma de Ouro, em 2019, Bong Joo-ho comentou sobre o assunto, dizendo que a construção do tutor Kim Ki-woo, interpretado pelo ator sul-coreano Choi Woo-shik, possui elementos que vieram de suas próprias experiências de vida.  

Bong Joon-ho no Festival Internacional de Cinema de Munique em julho de 2019/ Crédito: Ilya Volkov/Wikimedia Commons

 

“Quando eu estava na faculdade, também trabalhei como tutor”, revelou Bong à Variety. “Eu me inspirei nas várias pessoas ao meu redor: aquelas que eram ricas, aquelas que eram pobres. Fiquei muito inspirado pelas pessoas que encontrei diariamente”. 

Além disso, outro ponto retratado na película, o conceito de guerra de classes, já faz parte de outra produção do diretor: ‘O Expresso do Amanhã’, drama cômico de 2013. “Desta vez, eu não queria contar a história em formato de ficção científica”.  

“Eu queria que a história parecesse uma história que nos rodeia diariamente, algo que seja mais realista e natural”, revelou sobre o conceito por trás de Parasita.  

Em outra oportunidade, como recorda matéria da IGN, o diretor passou por uma sessão de Perguntas & Respostas, onde explicou algumas decisões de bastidores, inclusive a da escolha do título de sua obra. "Quase consideramos a escolha como um pouco arriscada e perigosa".

"Particularmente, a equipe de marketing estava bastante hesitante, porque na Coreia, a palavra 'parasita' possui uma conotação muito realista e negativa”, explica ao dizer que a palavra poderia ser entendida de maneiras diferentes, já que seu significado metafórico poderia fazer referência a qualquer uma das duas famílias da trama. 

"Como a história é sobre a família pobre se infiltrando e invadindo a casa rica, parece muito óbvio que Parasita se refere à família pobre, e eu acho que por isso a equipe de marketing estava hesitante", disse. 

"Mas, se você olhar por um outro lado, dá para dizer que a família rica também é parasita em termos de trabalho. Eles sequer conseguem lavar louça, não conseguem dirigir seus carros, eles drenam o trabalho da família pobre. Então, ambos são parasitas”, acrescentou. 

Na ocasião, Bong Joo-ho também aproveitou para comentar sobre seu novo projeto: um filme que terá como ambientação um desastre em Seul. O diretor disse, aliás, que esse longa, que mistura ação e terror, parte de uma ideia que ele já teve constrói a muito tempo. 

“Dezessete anos é muito tempo”, comentou sobre quando iniciou o projeto. “A ideia era basicamente como um parasita sugando de mim, no meu cérebro. Em um ponto, você tem que retirá-lo. Caso contrário, você ficará doente. Acho que agora é realmente a hora de tirá-lo. Sinto que estou pronto para contar a história”. 

Mais sobre Parasita 

Parasita, estreou mundialmente em 21 de maio de 2019, quando foi exibido no Festival de Cannes daquele ano, como relembra matéria do The Guardian. De lá pra cá, o longa acumula não só críticas positivas como também ganhou inúmeros prêmios.  

Segundo a Variety, o filme já arrecadou mais de 258 milhões de dólares em bilheteria, sendo a maior em seu país de origem: a Coreia do Sul. Além disso, segundo o Rotten Tomatoes, a taxa de aprovação do filme é de 99%, com uma classificação média de 9,39/10. 

Cena do filme Parasita (2019)/ Crédito: Divulgação/ CJ Entertainmen

 

O que ajuda a explicar o fenômeno que o longa de Bong Joon-ho se tornou. Além do já citado Palma de Ouro, a produção também venceu o Critics' Choice Movie Award e o BAFTA como melhor filme estrangeiro — isso sem contar as quatro das principais categorias do Oscar de 2020: Melhor Filme Estrangeiro, Melhor Roteiro Original, Melhor Direção e Melhor Filme.


+Saiba mais sobre cinema por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Hollywood: 131, de Charles Bukowski (1998) - https://amzn.to/2UXDWKe

Cenas de uma revolução: o nascimento da nova Hollywood, de Mark Harris (2011) - https://amzn.to/3c6gqAr

O pacto entre Hollywood e o nazismo: Como o cinema americano colaborou com a Alemanha de Hitler, de Ben Urwand (2019) - https://amzn.to/2ViwOqO

O livro do cinema, de Vários autores (2017) - https://amzn.to/2VeOS52

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7