Curiosidades » Entretenimento

Inspiração real e ator de suma importância: 5 curiosidades sobre o filme Parasita

Saiba mais sobre o filme sul-coreano que se tornou um fenômeno em 2020

Redação Publicado em 05/07/2021, às 23h24 - Atualizado às 23h37

Cena do filme Parasita (2019)
Cena do filme Parasita (2019) - Divulgação

Um dos maiores destaques entre os filmes lançados em 2019 e vencedor de quatro estatuetas do Oscar 2020, 'Parasita' instiga os espectadores pelo enigma e principalmente pela crítica social que apresenta.

Na trama sul-coreana de Bong Joon-ho, uma família que vive na pobreza encontra uma oportunidade de conseguir emprego na base da mentira, contudo, acaba se deparando com inúmeros obstáculos enquanto executa o plano, que parecia ser infalível.

Pensando na exibição do longa na TV Globo nesta segunda-feira, 5, o site Aventuras na História separou 5 curiosidades sobre o filme.

Confira abaixo!

1. Outro formato

Como informa a revista Rolling Stone Brasil, a trama do filme não teria o formato que instigou amantes da sétima arte ao redor do mundo. Acontece que em 2013, ano em que a ideia surgiu, a história se passaria no teatro, através de uma peça.

A ideia é que o palco fosse divido e apresentasse as residências que compõe a trama do filme.

2. A inspiração

Diante da trama tão bem pensada, muitos se perguntam: de onde vem a inspiração para o roteiro? Bom, Bong Joon-ho disse que a ideia para a narrativa instigante veio de sua própria vida pessoal.

Ele, que não veio de uma família abastada, explicou que enquanto estava na faculdade lecionava aulas para o filho de um casal que tinha dinheiro. De tanto dar aula até sentiu como se ‘espiasse’ os familiares.

Cena do filme Parasita /Crédito: Divulgação

 

Outro detalhe que veio da vida real do diretor é a sauna particular representada no longa. O episódio em si se deu na mesma residência em que deu aulas.

3. Ator único

No filme, o ator Song Kang-ho interpreta o pai da família humilde e acaba trabalhando na residência da família rica. De tão importante, o papel nasceu para o artista.

O diretor explicou que somente ele poderia viver o personagem. Conforme a Rolling Stone Brasil, Bong Joon-ho declarou que sem ele o filme teria ido por água abaixo. ‘Não havia outra alternativa. Só ele poderia fazer o papel’, explicou o diretor.

4. Os dedinhos

Um dos momentos mais curiosos do filme se dá quando os personagens Kim Ki-jung e Kim Ki-woo estão prestes a entrar na casa da família rica e dar início a mais uma etapa do plano.

Neste momento, os irmãos movem os dedinhos enquanto cantam. O que muitos não sabem é que se trata de uma referência local real. A música é muito usada pelos pequenos, por exemplo, na hora de memorizar detalhes - assim como fazem no longa.

5. Não como conhecemos

Outra curiosidade divulgada por Bong Joon-ho se refere ao título do longa. Durante uma conversa com Hollywood Reporter, o diretor que inicialmente a ideia é que o filme fosse chamado de ‘Decalque’.

Mas o que motivou essa opção?

"Quando você olha para o resultado de um decalque, os dois lados parecem idênticos à primeira vista. Mas, se olhar com atenção, verá que existem diferenças. Isso meio que explica algo sobre as duas famílias do filme”, afirmou ele.