Matérias » Personagem

Galileu Galilei contou com um truque para escapar da Inquisição?

Acusado de conspirar contra a igreja, a meticulosidade nas palavras do físico garantiu que ele se safasse de uma pena terrível

Wallacy Ferrari Publicado em 10/12/2020, às 09h16

Retrato de Galileu Galilei
Retrato de Galileu Galilei - Wikimedia Commons

No ápice dos estudos físicos sobre o posicionamento e movimentação da Terra, em 1613, a grã-duquesa Cristina, curiosa sobre o funcionamento do universo, perguntou ao matemático Benedetto Castelli, que ministrava aulas na Universidade de Pisa, como funcionava o sistema de ciclos com a Terra no centro.

De acordo com relatos históricos, tratou-se de uma conversa descontraída, porém, o professor decidiu fazer contato com um antigo mestre para obter uma resposta ainda mais assertiva; era Galileu Galileu, de quem tinha sido aluno anos antes. Com ele, Benedetto pediu o máximo de informações resumidas para a explicação da garota, sendo respondido 9 dias via carta com o máximo de estudos que ele tinha reunido na carreira.

Entre as hipóteses, uma foi enaltecida no texto; a de que a Terra não era o centro do sistema, mas sim o Sol. Curiosos, a conversa prosseguiu por mais dois anos, quando Galileu enviou uma carta maior e mais bem explicada sobre a teoria, diretamente recebida por Cristina. Contudo, o problema, naquela época, é que as cartas passavam por diversas mãos antes de chegar ao destinatário.

Ilustração de Galileu Galilei observando estrelas / Crédito: Arquivo

 

Se livrando da morte

Ao contrário da vontade do professor, as cartas de interesse público passavam a ser propagadas e copiadas além dos destinatários, sendo espalhadas como correntes em redes sociais. Dessa maneira, o texto tornou-se uma tese pública que perdurou circulando por mais de 20 anos, quando alcançou o frade dominicano Nicolò Lorini, como noticia a revista Super Interessante.

Com uma figura religiosa tendo a posse da carta, o argumento que desmentia a Bíblia serviu de embasamento para a acusação de heresia contra Galileu durante a Inquisição Católica, resultando na sentença de prisão domiciliar perpétua. Apesar de contestar a teoria de que a Terra e Deus eram o centro do universo, a pena "ficou barata" comparado a outros julgamentos de contestação aos preceitos cristãos.

O motivo foram, justamente, as palavras usadas no texto; de acordo com a defesa de Galileu, a carta original era bastante explicativa e pouco opinativa, sendo alterada com termos mais popularescos ao longo de sua propagação indesejada e, por isso, não tinha culpa pela impressão errada, alegando que era apenas um professor apresentando uma tese. O argumento foi aceito.

A carta encontrada em 2018 registrando as rasuras de Galileu / Crédito: Salvatore Ricciardo

 

Físico espertinho

Em âmbito de comparação, Giordano Bruno morreu na fogueira por defender ideias semelhantes, mas Galileu se livrou com um truque muito mais esperto, descoberto centenas de anos depois.

Em setembro de 2018, um estudante de pós-doutorado da Universidade de Bergamo, Salvatore Ricciardo, revelou em estudo, publicado na revista científica Nature, a descoberta acidental de um manuscrito atribuído a Galileu, no meio de um livro de uma biblioteca londrina.

O documento era uma cópia da versão que o frade Lorini teve acesso e enviou ao Vaticano, porém, repleto de rasuras. O físico falsificou uma carta e a apresentou como a "original", trocando diversos termos de acusação e negação por palavras de incerteza, como proposições, originalmente classificadas como "falsas", sendo trocadas por "diferentes da verdade".

Dessa maneira, ele conseguiu provar ao tribunal que não tinha interesse em contestar a Bíblia e, com um tom ameno, evitar uma pena incisiva e violenta, como ocorreu com Giordano. De longe, um dos truques mais espertos do gênio.


+Saiba mais sobre Galileu Galilei em grandes obras disponíveis na Amazon:

Galileu e o sistema solar em 90 minutos (Cientistas em 90 Minutos), por Paul Strathern (1999) - https://amzn.to/2W3xQaK

Galileu Galilei: A curiosa vida de um dos maiores gênios da história, por Peter Scott (2019) - https://amzn.to/2Kc4IM1

Galileu Galilei: Um revolucionário e seu tempo, por Atle Naess (2015) - https://amzn.to/2Kfw1EU

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W