Matérias » Personagem

Do primeiro amor ao casamento destrutivo: os problemáticos relacionamentos de Kurt Cobain

A vida íntima do vocalista do Nirvana foi marcada por uma sexualidade polêmica e namoros complicados

Isabela Barreiros Publicado em 03/05/2020, às 10h00

O cantor Kurt Cobain
O cantor Kurt Cobain - Divulgação

A onda do grunge no cenário americano tinha nome e sobrenome: Kurt Cobain. O vocalista do Nirvana foi um ícone dos anos 90, tanto pela sua irreverência quanto pelo talento indiscutível. Sua trajetória, no entanto, foi marcada por polêmicas, que iam do uso de drogas à discussão sobre sua sexualidade.

Em várias entrevistas, Kurt fazia referência à homossexualidade, ou até mesmo à bissexualidade. Conhecemos apenas alguns relacionamentos de longo prazo do cantor, e todos eles foram com mulheres, embora ele provavelmente tenha tido muitos outros romances em sua vida.

Figura quase materna

Tracy Marander e Kurt Cobain / Crédito: Divulgação

 

Garota na qual Kurt se inspirou para escrever a canção About a Girl, do álbum Bleach (1989), Tracy Marander viveu junto com o artista durante um curto período em Olympia, Washington, onde ele estava fazendo shows.

Durante a relação, a moça frequentemente reclamava com o namorado pelo fato de ele não procurar nenhum emprego fixo nem ao menos ajudar na limpeza da casa em que eles moravam juntamente a vários animais de estimação.

As dificuldades financeiras sempre foram uma questão para o casal. Tracy chegou até mesmo a trabalhar na cafeteria do Aeroporto Internacional de Seattle, constantemente roubando comida do estabelecimento pela falta de dinheiro.

Ainda assim, o cantor apenas dormia o dia todo e, tarde da noite, focava em seus projetos artísticos, compondo inúmeras canções. A namorada teria reclamado também que nunca havia escrito uma música sobre ela — o que ele fez e não contou para ela. Foi apenas em 1998 que Tracy soube que ela era a garota de About a Girl.

O relacionamento não foi para frente. A moça tinha um papel quase materno na vida de Kurt, ajudando-o em suas crises e inspirações artísticas, além de realizar o papel doméstico na casa dos dois. Ela ocupou o espaço de um primeiro amor.

Sapiosexual

Crédito: Divulgação

 

Outro namoro conhecido de Kurt foi com Tobi Vail, baterista da banda de punk rock Bikini Kill. Com ela, a paixão misturou-se à intelectualidade e os dois passavam horas à fio debatendo questões políticas e filosóficas, além do próprio gênero musical.

Como na vida de muitos artistas, cada relacionamento — tanto bom quanto ruim — pode gerar uma gama de músicas. A moça em questão inspirou diversas letras de canções do álbum mais famoso do Nirvana, o Nevermind (1991).

O título da icônica canção Smells Like Teen Spirit também derivou de um momento vivido com a baterista e com a vocalista do Bikini Kill, Kathleen Hanna. O nome de um desodorante teria originado a muito conhecida música — o Teen Spirit.

"Nós estávamos brincando por aí, porque o nome pareceu tão engraçado. Quero dizer, quem chama um desodorante de espírito adolescente? O que significa 'cheiro do espírito adolescente'? Tipo um vestiário? Tipo, um pote misturado com suor? Tipo o cheiro quando você vomita no próprio cabelo em uma festa?", explicou, mais tarde, Hanna.

Ainda naquele dia, no apartamento de Kurt, a vocalista pixou na parede "Kurt smells like a teen spirit” (O Kurt cheira como um espírito adolescente, em tradução livre). O cantor interpretou a frase como uma espécie de revolução jovem e aderiu ao conceito.

Love

Kurt, Frances e Courtney em uma de suas raras aparições públicas juntos / Crédito: Reprodução

 

No entanto, grande parte de sua breve vida ficou marcada pela relação que teve com Courtney Love, vocalista da banda Hole. Os dois tinham muitos problemas: o envolvimento com as drogas fazia parte da rotina de ambos, e também é possível dizer que a saúde mental deles também não era estável.

Ainda assim, o casal engatou em um romance em 1991 e se casaram logo no ano seguinte. A cerimônia contou com apenas oito pessoas, já que grande parte das pessoas próximas aos dois acreditava que a relação não tinha futuro e era extremamente destrutiva.

O casamento estava destinado ao fracasso: muito devido ao uso de drogas e pelos constantes desentendimentos. Kurt, que era depressivo desde os 7 anos de idade, ameaçou se suicidar e induziu overdoses por diversas vezes quando sentia que estava prestes a ser traído por sua mulher. O fruto da relação dos dois foi sua única filha, Frances Bean Cobain, que nasceu ainda em 1992.


+ Saiba mais sobre Kurt Cobain por meio das obras a seguir:

Kurt Cobain Fragmentos De Uma Autobiografia, de Marcelo Orozco (2002) - https://amzn.to/3bTAyXi

O dia em que o rock morreu, de André Forastieri (Ebook) - https://amzn.to/329jZSH

Kurt Cobain, de Charles R. Cross (2014) - https://amzn.to/3bSxwT5

Kurt Cobain - Quando eu era um Alien, de Toni Bruno (2015) - https://amzn.to/37IaN8Z

Mais pesado que o céu: Uma biografia de Kurt Cobain, de Charles R. Cross (2012) - https://amzn.to/2HFSfeX

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du