Matérias » Brasil

Noite fora de série: O escândalo de carnaval que quase derrubou Itamar Franco

A mais famosa foto do presidente ilustra o momento de embriaguez e assédio que levou à vergonha do governo brasileiro

André Nogueira Publicado em 24/02/2020, às 10h00

Itamar Franco durante a polêmica do Carnaval
Itamar Franco durante a polêmica do Carnaval - Marcelo Carnaval

A primeira vez em que um Presidente da República pisou no sambódromo na Marquês da Sapucaí, obra do governo fluminense de Brizola, o resultado foi um verdadeiro vexame. É o caso de Itamar Franco, o mineiro nascido no mar e galanteador solteiro, desprovido de qualquer noção.

Itamar era presidente desde a queda de Fernando Collor e já havia se mostrado pouco litúrgico ou decoroso. Mas naquele dia 14 de fevereiro de 1994, o ocorrido passou de qualquer limite imaginável. Imagine o presidente e seu Ministro da Justiça, em altíssimo estado de embriaguez, mexendo com as moças que desfilavam no sambódromo.

Itamar foi eleito vice-presidente de Collor / Crédito: Wikimedia Commons

 

Durante o desfile da Acadêmicos da Grande Rio, a modelo Lilian Ramos atraiu a atenção do presidente, que a convidou a gritos para o camarote presidencial. Ela subiu, mas já foi surpreendida por um descaso: o ministro Maurício Corrêa tentou assediar a moça.

No palanque, Lilian beijou o rosto de Itamar, que respondeu com um sussurro no pé do ouvido. A modelo, então, levantou os braços de animação e chegou ao clímax que levaria à crise que quase derrubou o segundo presidente da Nova República: sua saia levantou, revelando que a modelo estava sem calcinha. Sua genitália ficou exposta e o momento foi flagrado pela fotografia de Marcelo Carnaval.

“Hoje dá vontade de rir dessa história. Foi uma forma ridícula de tentar atingir a moral do presidente. Pensei em processar todo mundo, mas preferi ir embora do Brasil”, afirmou Lilian em entrevista ao UOL em 2014, ano que marcou os 20 anos do insólito episódio.

O caso foi um escândalo, principalmente para a mídia mais conservadora / Crédito: Veja

 

A falta de decoro do presidente e a divulgação dessa foto escandalosa levaram a uma crise que quase derrubou Itamar Franco. O presidente conseguiu se safar da queda, cortando apenas o ministro Corrêa, que perdeu toda e qualquer credibilidade. A imagem de Itamar ficou temporariamente suja, mas seu mandato acabou naquele mesmo ano e em alta, pela realização do Plano Real.


+Saiba mais sobre o Carnaval por meio de grandes obras:

Escolas de samba do Rio de Janeiro, de Sérgio Cabral (2016) - https://amzn.to/2OOFTVM

Desde que o samba é samba, de Paulo Lins (2012) - https://amzn.to/3bAD3NK

Almanaque do carnaval: A história do carnaval, o que ouvir, o que ler, onde curtir, de por André Diniz (2008) - https://amzn.to/2SlWxON

O país do carnaval, de Jorge Amado (2011) - https://amzn.to/2HkXtfP

Carnaval e cultura: Poética e técnica no fazer escola de samba, de Milton Cunha (Autor) (2014) - https://amzn.to/37mMRYk

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.