Matérias » Personagem

Carreira meteórica e fim trágico: A intensa e curta vida da atriz Sharon Tate

Badalada artista dos anos 1960 e esposa do polêmico Roman Polanski, Tate construía um incrível legado em Hollywood quando foi interrompida por um lunático

André Nogueira Publicado em 30/03/2020, às 09h00

A atriz Sharon Tate
A atriz Sharon Tate - Wikimedia Commons

Nascida em 24 de janeiro de 1943, Sharon Tate ficou mundialmente conhecida como a grande promessa de Hollywood e sex symbol norte-americano. Aos 6 anos, ganhou seu primeiro concurso de beleza, no Texas. Desde cedo, conheceu muitas cidades do mundo, por seu pai ser varias vezes transferido.

Sharon ganhou muitos concursos de beleza na vida, mas seu grande sonho era ser atriz. Ela foi atrás desse objetivo com afinco, e rapidamente impressionou agentes e artistas da indústria cinematográfica. Nos anos 1950, trabalhou como figurante e ganhava dinheiro com comerciais e revistas de moda, além de ser modelo.

Aos 19 anos, Tate foi apresentada a Martin Ransohoff, grande produtor hollywoodiano, que logo ficou encantado com a atriz. Na época, assim como atualmente, era difícil uma mulher ganhar grande destaque em Hollywood. Sharon tinha dedicação e, com ajuda de Ransohoff, teve um grande investimento em formação. O ícone tornou-se o Million Dollar Baby.

Sharon Tate e Roman Polanski / Crédito: Wikimedia Commons

 

Em 1966, Sharon conseguiu o papel de coadjuvante em O Olho do Diabo, de J. Lee Thompson. O talento atraiu a atenção das produtoras e da imprensa. Depois das filmagens em Londres, Tate passou um tempo na cidade e conheceu seu futuro marido, o cineasta Roman Polanski.

Sharon e Roman começaram a se envolver no lado pessoal e profissional. A atriz se destacou no papel de protagonista no filme de Polanski, A Dança dos Vampiros, lançado em 1967. A produção levou o ícone ao ápice de sua carreira.

Em seguida, voltou aos EUA para filmar Não Faça Ondas, uma comédia fracassada promovida em cima de sua imagem como símbolo sexual, o que incomodava a atriz, que não queria ser reduzida à uma "loira atraente e superficial". O jogo virou em 1968, quando ela foi indicada ao Globo de Ouro de Atriz mais Promissora, por Vale das Bonecas.

No mesmo ano, Tate e Polanski se casaram e ganharam o posto de casal mais badalado do momento. Ao engravidar, ela se mudou, em fevereiro de 1969, para Cielo Drive, Bel Air e morou numa luxosa mansão. Todavia, o sonho seria destruído e aquela era a última residência de Sharon Tate e local de seu brutal assassinato.

As principais atrizes de Vale das Bonecas / Crédito: Wikimedia Commons

 

Em 8 de agosto de 1969, a uma semana do lendário Festival de Woodstock, o insólito lunático Charlie Manson decidiu que havia chegado o dia de Helter Skelter (ilusão profética de Manson baseada em uma música de Paul McCartney). Como consequência, ele juntou alguns dos seus ajudantes de confiança e deu uma faca a cada um. Ordenou que fossem à mansão da Cielo Drive 10 050 e matassem quem estivesse lá dentro - com crueldade e muito sangue. 

No início da madrugada do dia 9, o grupo chegou à mansão, cortou os fios de telefone e pulou o portão. A primeira vítima foi Steven Parent. Parent tentou vender um rádio-relógio ao caseiro e estava de saída quando cruzou com o bando. Levou um tiro por estar no lugar errado na hora errada. Em seguida, os assassinos entraram pelos fundos e renderam seus quatro ocupantes.

Quatro amigos de Sharon morreram neste atentado pouco explicável. A sala da mansão era um ambiente completamente macabro. Com uma toalha cobrindo a cabeça, jazia um dos mais prestigiados cabeleireiros da capital do cinema, Jay Sebring.

Uma corda enrolada em seu pescoço passava por uma viga no teto e enforcava na outra ponta Sharon Tate. Naquele momento, um dos maiores nomes e símbolos de Hollywood havia deixado a vida. O crime assombra os EUA até os dias atuais. 


+Saiba mais sobre o tema através das obras abaixo disponíveis na Amazon

Manson: A Biografia, de Jeff Guinn (2014) - https://amzn.to/34u09ln

Arquivos Serial Killers. Made in Brazil e Louco ou Cruel, de Ilana Casoy (2017) - https://amzn.to/35LVsU7

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du