Matérias » Personagem

Laura Elena Zúñiga, a polêmica da Miss México envolvida com o tráfico

Em 2008, a mexicana foi detida em um veículo com armas, munições e dinheiro. Aquele foi o estopim para que sua promissora carreira nas competições de beleza entrasse em colapso

Alana Sousa Publicado em 22/07/2020, às 15h30

Laura Zúñiga em uma de suas competições de beleza
Laura Zúñiga em uma de suas competições de beleza - Divulgação/Flickr

Laura Zúñiga era uma mulher de grande encanto: com 1,74 metros de altura, cabelos pretos e traços fortes. Natural do estado de Sinaloa, no México, aos 23 anos começou sua carreira no mundo de concursos de beleza feminino. Mas logo seu sonho de ser miss se tornaria um pesadelo.

Começou sua jornada vencendo o concurso estadual de Nuestra Belleza Sinaloa. Rapidamente partiu para o próximo grande passo. Competindo com outras 32 concorrentes, levou para casa também o título de Nuestra Belleza México, no final do ano de 2008.

Automaticamente foi classificada para disputar o Miss International 2009. A competição aconteceria na Ásia, na província de Sichuan, China. A carreira de Laura estava indo cada vez melhor, com seu nome sendo divulgado pela imprensa de todo o mundo.

[Colocar ALT]
Laura Zúñiga / Crédito: Divulgação/Flickr

Em outubro de 2008, Zúñiga participu representando o México no concurso de Rainha hispano-americana. Sem surpresas, conquistou mais um coroa. Era a primeira vez que seu país ganhava o título, tudo graças à beleza da jovem.

A grande polêmica

Laura acabara de vencer mais um grande concurso, seu futuro era promissor, ela sonhava com o Miss Universo, algo que seria possível ela ganhar, se não fosse seu envolvimento com criminosos.

Era 22 de dezembro de 2008, a mexicana estava de férias, pois, não havia nenhuma competição mais naquele ano. Até que, Laura foi detida pela polícia no estado de Jalisco, durante uma blitz. No carro onde ela se encontrava estava mais sete homens, incluindo seu namorado, Ángel Orlando García Urquiza.

No veículo, as autoridades se depararam com 53 mil dólares, algo que hoje seria o equivalente a mais de 270 mil reais, três revólveres, dois rifles AR-15, 633 cartuchos de calibres diferentes e 16 celulares.

Todos foram encaminhados para prisão imediatamente. A polícia logo descobriu que Urquiza era o líder do cartel de Juárez. Em seu depoimento inicial, a miss alegou que estava voltando das compras, tinha passado pela Colômbia e Bolívia, por coincidência — ou não —, os dois locais eram os principais fornecedores de drogas para o cartel de seu parceiro.

Os capturados permaneceram detidos na semana que se seguiu. Entretanto, no dia 30 de janeiro, a promotoria declarou publicamente que não iria seguir com as acusações contra Zúñiga por falta de evidências; os outros continuariam sob detenção.

Ao sair da cadeia, Laura deu uma entrevista a Radio Formula, mudando sua versão dos fatos. Dessa vez, a mexicana afirmou que Ángel a tinha sequestrado, e que estava no carro contra sua vontade. Também alegou que não sabia sobre nenhuma atividade ilícita que o parceiro, ou seus amigos poderiam estar envolvidos.

Mesmo com as acusações sendo anuladas, a volta da miss para sua rotina já não era mais possível. Após circular a situação controversa na qual havia se envolvido, muitos concursos decidiram retirar seus títulos.

[Colocar ALT]
Mugshot de Laura / Crédito: Divulgação/Flickr

Em uma declaração, o Miss International 2009 decidiu revogar sua posição para representar o México, a coroa foi repassada para Anagabriela Espinoza. Em seguida, a disputa Rainha hispano-americana também optou por anular sua conquista, a contemplada foi a brasileira Vivian Noronha Cia.

Uma vez amada por sua nação e no caminho ao estrelato, depois da polêmica Laura Elena Zúñiga tentou voltar ao mundo da moda em 2010, mas sem sucesso. Já não recebia tantas oportunidades ou atenção como gostaria, em 2016 publicou uma declaração em suas redes sociais lamentando a maneira como é tratada pela mídia.

“Amigos, familiares e pessoas que me conhecem, você sabe o quanto foi difícil para mim seguir em frente, faz muitos anos e tentei reconstruir minha vida, infelizmente hoje minha estabilidade física e psicológica não está se sentindo bem, pois durante vários anos e fui vítima de uma série de publicações que me machucaram e a todos que me conhecem”, dizia trecho da publicação.

Hoje, casada e com filhos, trabalha em uma agência de modelos e segue no ramo, desenhando roupas para noivas e vestimentas para maternidade.