Matérias » Brasil

Luiza Helena Trajano: a mulher mais rica do Brasil em 2020

A empresária, que é dona da rede de lojas Magazine Luiza, é a única mulher da categoria dos top 10 bilionários do Brasil na lista da Forbes de 2020

Giovanna de Matteo Publicado em 14/10/2020, às 15h46

Foto de Luiza Trajano, dona da Magazine Luiza
Foto de Luiza Trajano, dona da Magazine Luiza - Wikimedia Commons

Luiza Helena Trajano teve uma reviravolta em sua vida quando seu patrimônio cresceu 181% de um ano para o outro, atingindo R$ 24 bilhões. A empresária que é dona da rede de lojas Magazine Luiza, ocupou em 2020 o status de mulher mais rica do Brasil. Além disso, ela ocupou a 8ª posição na lista de pessoas mais ricas na revista Forbes — no ano passado, estava em 24º.

Como representante do poder feminino, ela é a única mulher da categoria do top 10 da lista deste ano. O número de mulheres bilionárias da lista da Forbes passou de 33, do ano passado, para 46 neste ano. No total, o ranking de bilionários brasileiros em 2020 teve 238 nomes.

De acordo com a revista, a Magalu teve sua valorização elevada depois que adquiriu a estratégia de inovação digital da companhia da qual Trajano é presidente.

Além disso, o seu investimento no e-commerce, incluindo a aquisição da Netshoes e de três plataformas digitais de mídia: a Canaltech, a Unilogic Media e a InLoco Media, revolucionou a rede de lojas de varejo, e de quebra trouxe muito lucro.

Trajetória

LuizaTrajano é formada em Direito pela Faculdade de Direito de Franca. Em 1972, ela investiu em transformar uma rede de lojas localizadas em Franca, no interior de São Paulo, em uma rede gigantesca, que passou a competir com lojas de varejo como Casas Bahia e Ponto Frio.

Hoje ela ocupa o lugar de presidente da Companhia da Magazine Luiza, mas antes desse sucesso, passou por diversos setores, como cobrança e vendas. 

Além de empresário e empreendedora, também é líder do Grupo Mulheres do Brasil, criado em 2012. No começo eram 50 mulheres atuantes em diversos setores da economia, que se juntaram pelo mesmo objetivo: melhorar o país.

Atualmente elas são mais de 4.000 mulheres que usam seu poder executivo e monetário para propor ações em favor da educação, empreendedorismo, projetos sociais e cotas femininas no Brasil.


+Saiba mais sobre o tema por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Capitalismo na América: Uma história, de Alan Greenspan e Adrian Wooldridge (2020) - https://amzn.to/2MBwEqx

Capitalismo, socialismo e democracia, de Luiz Antonio Oliveira De Araujo (2017) - https://amzn.to/30cQfVW

Capitalismo sem rivais: O futuro do sistema que domina o mundo, de Branko Milanović (2020) - https://amzn.to/2AJ4HdA

Capitalismo e Liberdade, de Milton Friedman (2014) - https://amzn.to/3eWNdta

Capitalismo parasitário: E outros temas contemporâneos, de Zygmunt Bauman (2010) - https://amzn.to/2XAfNe2

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W