Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Matérias / 'DNA do Crime'

Maior assalto da história do Paraguai inspirou 'DNA do Crime', série eletrizante da Netflix

Sucesso na Netflix, 'DNA do Crime' é baseada em um roubo milionário que chocou o Paraguai e envolveu autoridades brasileiras

Isabelly de Lima, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 22/11/2023, às 13h57

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Pôster da série 'DNA do Crime' - Divulgação / Netflix
Pôster da série 'DNA do Crime' - Divulgação / Netflix

Produzida no Brasil, a nova série de true crime original da plataforma de streaming Netflix tem ganhado a atenção dos assinantes ao ilustrar aquilo que foi conhecido como o maiorassalto da história do Paraguai. O gênero, que se baseia em histórias reais, tem crescido muito no país, mas a nova série surpreende em criar uma narrativa envolvente.

Em 'DNA do Crime', um veículo de transportadora, que cruzava a fronteira de Ciudad del Este com o Brasil, foi alvo de criminosos audaciosos que protagonizaram um delito amplamente coberto pela imprensa na época, que gerou um prejuízo para a transportadora de US$ 11,8 milhões.

Cena do roubo real que ocorreu no Paraguai - Crédito: Reprodução / vídeo / Youtube / TV Gazeta

Engana-se quem acredita que a história da série não é real; para ser exato, o episódio que baseou a história ocorreu em 24 de abril de 2017 e contou com a mobilização de 30 criminosos que tinham metralhadoras, fuzis e granadas, além de contar com um plano meticulosamente executado para obter a quantia milionária.

Nova produção

A produção, dirigida e escrita por Heitor Dhalia e estrelada por Maeve Jinkings e Rômulo Braga, conta com a famosa liberdade criativa, inclusive, em relação aos nomes e marcas ilustradas.

Contudo, o crime teve como alvo a empresa Prosegur. Os responsáveis apresentavam conexões com a facção brasileira Primeiro Comando da Capital (PCC), fato revelado na época pelo ministro do Interior paraguaio Lorenzo Lezcano.

Vans da empresa Prosegur após o roubo de 2017 - Crédito: Reprodução / vídeo / Youtube / TV Gazeta

Devido à gravidade do caso, unidades de investigação paraguaias se uniram a autoridades brasileiras com um trabalho conjunto da Polícia Nacional do Paraguai e a filial da Polícia Federal de Foz do Iguaçu, criando a Operação Resposta Integrada.

O tal do DNA

São com as informações da investigação de ambos os órgãos que a série da Netflix cria sua trama. O nome é inspirado na série de processos que culminaram na localização de um dos criminosos, conectando a quadrilha mediante materiais genéticos coletados na cena do famoso crime.

O compartilhamento de dados entre os registros brasileiro e paraguaio favoreceu a descoberta de um envolvido. Após uma meticulosa análise de aproximadamente 457 amostras de material genético coletadas minuciosamente na cena do crime, os peritos compararam esses elementos com o vasto banco de DNA do Brasil.

O minucioso trabalho permitiu confirmar inequivocamente a participação de um dos assaltantes identificados, que já possuía registro policial datado do ano de 2016. O sucesso desta investigação não passou despercebido, que resultou no prestigiado prêmio "DNA Hit of the Year" à Polícia Federal em 2020.

Cena da série 'DNA do Crime' - Crédito: Divulgação / Netflix

O reconhecimento foi uma celebração da notável eficiência na aplicação dos bancos de perfis genéticos, demonstrando a significativa contribuição para a resolução de crimes em escala global, se tornando um símbolo de eficiência forense. Todos os episódios de 'DNA do Crime' já estão disponíveis na plataforma de streaming Netflix. Confira o trailer:

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!