Matérias » Personagem

Milagres na Turquia: a saga das jovens Elif Perincek e Ayda Gezgin em meio aos escombros

Na última semana, desastre no país destruiu mais de 60 prédios e vitimou 10 pessoas; entre as notícias tristes, duas histórias reacenderam as esperanças pelos resgates de mais sobreviventes

Fabio Previdelli Publicado em 04/11/2020, às 17h25

As jovens Ayda Gezgin e Elif Perincek
As jovens Ayda Gezgin e Elif Perincek - Divulgação/ YouTube/ Observador e EuroNews

Na última sexta-feira, 30, um terremoto de magnitude 7,0, no Mar Egeu, atingiu a Turquia e a Grécia. Mais de 1.000 pessoas ficaram feridas e outras 200 continuam internadas em observação. Segundo o ministro da urbanização, Murat Kurum, 58 prédios foram destruídos ou foram gravemente danificados na cidade turca de Esmirna.  

Já o ministro do interior da Turquia, Suleyman Soylu, informou que outros seis edifícios desabaram em İzmir Bornova e Bayraklı por causa da intensidade do tremor. Na última atualização divulgada, 100 pessoas morreram e outra centena havia sido resgatada dos escombros. Entre elas, duas histórias se destacam: as jovens que venceram o impossível.

Elif Perincek, 3 anos, 65 horas soterrada 

Na última segunda-feira, 2, as autoridades locais informaram que o número de mortos girava em torno de 94 pessoas. Apesar das tristes notícias, a jovem Elif Perincek, de apenas 3 anos, fez com que a esperança ressurgisse entre os turcos.  

Elif sendo resgatada / Crédito: Divulgação/ YouTube/ Euronews

 

Após 65 horas do terremoto, Elif foi retirada dos escombros do prédio em que morava com a família, em Izmir. Carregada por equipes de resgate e colocada em uma maca, ela foi levada para um hospital por uma ambulância, segundo informou a Agência de Gestão de Emergências e Desastres (AFAD).  

Antes dela, suas duas irmãs foram resgatadas ao lado da mãe no sábado, 31. Seu irmão também foi encontrado, mas o garoto já estava sem vida. Elif foi a 106ª pessoa a ser resgatada com vida dos escombros de edifícios que desabaram.  

Elif sendo cuidada no hospital / Crédito: Divulgação/ YouTube/ Euronews

 

A imprensa turca comemorou o resgate e divulgou imagens da jovem sendo retirada do local e recebendo aplausos do grupo de socorristas. “Estou muito feliz. Que Deus os abençoe, minhas orações foram ouvidas e encontraram Elif”, disse sua avó ao canal estatal TRF. As informações foram repassadas pelo UOL

Ayda Gezgin, 3 anos, 91 horas soterrada 

Quatro dias depois do terremoto, mais de 100 vítimas já haviam sido confirmadas. No dia anterior, Elif havia dado um ponto de esperança nas buscas por pessoas que estavam soterradas em escombros dos prédios que desabaram.  

91 horas depois da tragédia, outro milagre aconteceu: a jovem Ayda Gezgin, de 3 anos, foi resgatada em meio a aplausos no distrito de Bayrakli, uma das regiões turcas mais afetadas pelo terremoto.  

Ayda sendo resgatada / Crédito: Divulgação/ YouTube/ UOL

 

Segundo socorristas, Ayda estava na cozinha de um edifício que desabou. Por sorte, seu corpo estava protegido por um espaço intacto entre a bancada e a máquina de lavar. "Testemunhamos um milagre 91 horas depois. As equipes de resgate recuperaram Ayda", disse o prefeito, Tunc Soyer, em suas redes sociais.  

Um dos trabalhadores que retirou a jovem dos escombros relatou como ela foi encontrada. "Ouvimos uma voz, perguntamos quem estava lá e ela respondeu: 'Sou Ayda, estou bem'. Dissemos 'Espere, vamos tirar você' e fomos até onde ela estava". 

Segundo um homem que testemunhou o resgate, Gezgin estava sem ferimentos aparentes e totalmente consciente. “Não havia acontecido nada com ela, ela estava esperando”. Até o momento, acredita-se que sua mãe, Fidan Gezgin, ainda esteja presa entre os escombros. Já seu pai, Ugor, um ex-árbitro de futebol, foi salvo com vida.  

Em um vídeo que viralizou nas redes sociais, o ministro da Saúde Fahrettin Koca mostra a pequena sendo envolta em um cobertor de alumínio de emergência antes de ser encaminhada ao hospital. No vídeo, a jovem fala que estava com vontade de comer bolinhos de carne e tomar uma bebida à base de iogurte.

"Quando eu perguntei se ela estava bem, ela pediu a bebida que adora", disse o socorrista Ibrahim Topal. "A felicidade que sentimos é indescritível".


+ Saiba mais sobre desastres naturais através de grandes obras disponíveis na Amazon:

Riscos, desastres e eventos naturais perigosos - Volume 1, de Lazaro Zuquette (2017) - https://amzn.to/2TT2PFv

Urbanização e Desastres Naturais: Abrangência América do Sul, de Lucí Hidalgo Nunes (2015) - https://amzn.to/2I24Cp2

A Gestão de Riscos de Desastres Naturais no Brasil, de Henrique Rosmaninho Alves (2016) - https://amzn.to/3exVsgb

DK Eyewitness Books: Natural Disasters: Confront the Awesome Power of Nature from Earthquakes and Tsunamis to Hurricanes, de Claire Watts e Trevor Day (2015) - https://amzn.to/34UrLTj

Earthquakes and Other Natural Disasters, de Harriet Griffey (2010) - https://amzn.to/3oWMq18

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W