Matérias » Personagem

Minnie Woolsey, a melancólica trajetória da garota pássaro

Desde de seus primeiros anos de vida, a pequena Minnie — portadora de uma síndrome rara — foi usada como atração dos chamados Freaks Show

Fabio Previdelli Publicado em 11/06/2020, às 06h00

Minnie Woolsey, a garota pássaro
Minnie Woolsey, a garota pássaro - Divulgação

Em meados do século 16, os Freaks Shows, ou Show de Aberrações, começaram a se tornar um passatempo popular na Inglaterra. Por lá, as pessoas com deficiência ou portadoras de alguma deformidade eram vistas como objeto de interesse e entretenimento, atraindo multidões que se reuniam para vê-las.

Entretanto, foi somente no século 19, na própria Inglaterra — além dos Estados Unidos —, que esses espetáculos finalmente atingiram a maturidade, com empresas bem-sucedidas administrando a parte comercial desses shows.

Coney Island e seu popular show de aberrações / Crédito: Wikimedia Commons

 

Entre 1840 e 1940, a popularidade desses eventos atingia seu auge de popularidade, arrecadando milhões em cima da exploração de pessoas com raridades físicas, mentais e comportamentais. Embora existisse uma clara evidência da exploração pelo lucro, a prática era vista como uma atividade aceita pela cultura americana.

Assim, os showmens e os promotores exibiram todos os tipos de aberrações — ou pelo menos o que eles consideravam que eram —, como pessoas com deficiência, não-brancas ou com algum tipo de anomalia, que eram anunciados como ‘serem humanos não conhecidos’, o que atraia mais espectadores.

Foi exatamente nessa época de ouro dos Freaks Shows que surgiu a figura da menina pássaro.

A vida de Minnie Woolsey

Minnie Woosley nasceu em 1880, no condado americano de Rabun, na Geórgia. Pouco se sabe sobre a vida da garota em sua idade terna, apenas que ela foi “resgatada” de um asilo para pessoas com problemas mentais por um showman itinerante, e que passou a ser chamada de Minnie Ha Ha — em alusão a personagem feminina do poema épico de Henry Wadsworth Longfellow.

Minnie Woolsey, a garota pássaro / Crédito: Divulgação

 

A real condição da menina também era pouco conhecida, mas muitos acreditam que ela era portadora da síndrome de Vircho-Seckel, uma condição rara que se caracteriza por uma cabeça pequena, crescimento atrofiado, nariz parecido com um bico, mandíbula recuada e dificuldades de aprendizado.

Além disso, Woosley era careca, desdentada e tinha a visão muito comprometida. A garota se apresentava com uma roupa feita de penas e um cocar, como se parecesse um peru gigante. Ela também era obrigada a fazer uma dança com um gingado aviário, enquanto dizia palavras sem sentido para uma multidão impressionada.

Em 1932, Minnie apareceu no filme Freaks, se apresentando ao lado de outras artistas da época. Na produção, foi apresentada como 'Koo Koo, the birg girl' e podia ser vista em diversas cenas de uma cerimônia de casamento, onde estava dançando na mesa de jantar usando uma fantasia de penas.

Koo Koo, em 1924, (parte superior da foto), era bem conhecida por sua carreira no show com a Ringling Brothers / C´redito: Wikimedia Commons

 

Por sua condição extremamente rara, Minnie sofreu diversos acidentes: em 1942, por exemplo, um boletim da Billboard informou que a artista estava se recuperando em um hospital de Coney Island depois de quebrar um braço enquanto descia as escadas. Já por volta da década de 1960, voltou a ser internada após ser atropelada por um carro.

Mas isso não a impediu de continuar atuando, função que exerceu até seus últimos dias, quando faleceu de causas desconhecidas em algum momento dos anos 1960, quando tinha por volta dos 80 anos.

Naquele período, os Freaks Show já não eram tão populares como antigamente. Após 1940, os espetáculos começaram a perder a audiência, principalmente pela ciência passar a olhar com horror a crueldade a qual as atrações humanas eram submetidas.

Minnie Woolsey, a garota pássaro / Crédito: Wikimedia Commons

 

Assim, as pessoas começaram a virar as costas para esse tipo ultrapassado de entretenimento e aqueles, que antes eram vistos como aberrações, começaram a ser tratados com mais compaixão pela comunidade científica, que passou a estudar esses casos com mais dignidade e humanização.


+Saiba mais sobre os Freaks Shows por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Joseph: The Life, Times and Place of the Elephant Man (English Edition) - https://amzn.to/35Us2no

Elephant Man: Measured by the Soul - The Life of Joseph Merrick (English Edition) - https://amzn.to/2ENOse5

Merrick (English Edition) - https://amzn.to/2QtuN8T

Freak Show: Presenting Human Oddities for Amusement and Profit (English Edition) - https://amzn.to/37c0Ssx

Le Monde Bizarre, de Vários Autores (eBook) (2019) - https://amzn.to/2WZBbJU

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W