Matérias » União Soviética

Nadezhda Sergeevna, o polêmico suicídio da segunda esposa de Josef Stalin

Impulsionada pelas políticas adotadas pelo governo soviético na época, a bolchevique decidiu tomar uma drástica e brutal atitude

Isabela Barreiros Publicado em 08/04/2020, às 10h00

Nadezhda Alliluyevada e Josef Stalin
Nadezhda Alliluyevada e Josef Stalin - Getty Images

Filha do revolucionário russo e trabalhador ferroviário, Sergei Alliluyev, Nadezhda Sergeevna Alliluyeva foi criada em uma família da classe trabalhadora — e o posicionamento político de seu pai influenciou muito suas visões de mundo.

Exatamente por estar envolvido na luta bolchevique, Sergei conheceu Stalin. A casa da família tornou-se refúgio para o soviético inúmeras vezes, principalmente enquanto estava enfrentando um período de exílio.

Stalin havia fugido da Sibéria, onde era mantido em isolamento pelas autoridades russas. O pai de Nadezhda, então, prontamente ofereceu sua residência como abrigo ao companheiro bolchevique. Foi nesse episódio que Stalin conheceu sua futura esposa. Ela ainda era menina quando eles se conheceram, em 1911.

[Colocar ALT]
Crédito: WIkimedia Commons

Nadezhda começou a se envolver com a revolução, tornando-se funcionária no escritório de Lenin, onde era responsável pelos códigos confidenciais utilizados por eles para comunicação.

Em 1919, o casal se casou. Eles tiveram dois filhos juntos: em 1921, Vasili Djugashvili, que atuou na Força Aérea Soviética durante a Segunda Guerra Mundial, e em 1926, Svetlana Alliluyeva, que se tornou uma escritora nos Estados Unidos após fugir da Rússia.

Mas o casamento foi conturbado e terminou de uma maneira ainda mais trágica. As discussões acaloradas e violentas entre os dois eram rotina e a esposa ainda duvidava da fidelidade de Stalin.

No dia 9 de novembro de 1932, o líder soviético e Nadezhda discutiram em público durante um jantar que celebrava o 15º aniversário da Revolução de Outubro. O desentendimento fez com que a mulher saísse do ambiente humilhada pelo marido. Acredita-se que o assunto tenha sido as políticas de coletivização no campesinato que estavam sendo colocadas em prática pelo governo soviético, as quais ela era contra.

Nadezhda foi encontrada morta em seu quarto no dia seguinte à discussão. Mesmo que a causa da morte oficial tenha sido apendicite, é provável que o motivo tenha sido outro. Foram encontrados ferimentos de bala em seu corpo, o que indica que ela tenha cometido suicídio ao atirar em si mesma com uma pistola presenteada por seu irmão.


Saiba mais sobre a União Soviética e Stalin através das obras disponíveis na Amazon
 
O último império: Os últimos dias da União Soviética, Serhii Plokhy (e-book) - https://amzn.to/2pRjTjz
 
História da União Soviética, Peter Kenez (2007) - https://amzn.to/2N6dpoE
 
Barbarossa. A Invasão da União Soviética Pela Alemanha Nazista em 1941, Will Fowler (2015) - https://amzn.to/2pVvlud
 
Stálin: Paradoxos do poder 1878-1928, Stephen Kotkin (e-book)  - https://amzn.to/2NbLcNw
 
Stálin: Nova biografia de um ditador, Oleg V. Khlevniuk (2017) - https://amzn.to/2BG8LbF
 
Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.
 
Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 
 
Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W