Matérias » Nazismo

Teria Adolf Hitler desenhado personagens da Disney?

Fãs declarado das animações de Walt, Hitler tentou contar com a turma de Mickey em prol de sua campanha nazista antes de criar sua própria produtora de desenhos

Fabio Previdelli Publicado em 08/11/2019, às 13h32

Hermann Goering mostra uma pintura confiscada ao líder alemão Adolf Hitler por volta de 1940
Hermann Goering mostra uma pintura confiscada ao líder alemão Adolf Hitler por volta de 1940 - Getty Images

Hitler era fã declarado das animações de Walt Disney. Historiadores dizem que o Führer era aficionado por desenhos como Pinóquio e A Branca de Neve, e que se irritava com o fato de que os cineastas alemães fossem incapazes de produzir produtos com a mesma qualidade.

A obsessão do tirano era tão grande que ele tentou contar com a turma do camundongo em prol de sua propaganda nazista. No entanto, Walt Disney era patriota acima de tudo. O inventor dos maiores clássicos da animação chegou a participar como piloto de ambulância na Primeira Guerra.

Na seguinte, a Disney já começava a construir seu império e os desenhos de Walt foram importantes na construção da imagem americana e na humanização do relacionamento entre população e forças armadas.

Mickey marcou presença em vários aviões e navios da Segunda Guerra. Walt usou dos carismas de Donald e Minnie para fazer campanhas e conscientizar a população dos desafios de viverem no conflito.

Hitler não tinha isso, pelo menos não com a genialidade da Disney. No entanto, o alemão criou sua própria produtora de desenhos animados que servia aos propósitos de seu regime. Essa ideia aconteceu depois que Joseph Goebbels, então ministro da propaganda, presenteou Adolf com várias cópias das animações de Mickey.

A relação entre o Führer e a turma de Patópolis ganhou um novo capítulo em 2008. Na ocasião, o historiador William Hakvaag, diretor do Museu da Guerra de Lofoten, na Noruega, encontrou quatro exemplares de desenhos da Disney, três com a assinatura de’ A.H’ e uma sem nenhuma identificação.

Datados de 1940, as ilustrações estavam escondidas entre a tela e a cartolina na parte do fundo de um quadro que pertencia ao ditador alemão. Hitler teria escondido, pois os desenhos não seriam vistos com bons olhos pelo círculo nazista. Afinal, eles travavam intenso conflito.

Em entrevista à Reuters, em 2008, Hakvaag disse que estava “100% certo de que estes são desenhos de Hitler. Se alguém quisesse fazer uma falsificação, nunca a esconderia na parte de trás de uma foto onde nunca poderia ser descoberta”. As iniciais dos esboços e a assinatura da pintura combinavam com outras cópias da letra de Hitler, disse o diretor.

"Hitler tinha uma cópia da Branca de Neve. Ele pensou que este era um dos melhores filmes já feitos", concluiu Hakvaag justificando a predileção do Führer na hora de escolher o que desenharia.

No entanto, a autenticidade dos desenhos nunca foi confirmada. Sabe-se apenas que o ditador nazi tinha uma cópia de “Branca de Neve e os Sete Anões” para poder assistir ao filme quando quisesse, e que, durante a juventude, teve a ambição de se tornar um artista plástico conceituado.

Confira os supostos desenhos da Disney feitos por Adolf Hitler.

Desenho do Pinóquio que teria sido feito por Hitler / Crédito: Reprodução

 

Desenho do Dengoso, da Branca de Neve / Crédito: Reprodução

 

Desenho do Mestre, da Branca de Neve, que teria sido feito por Hitler / Crédito: Reprodução

Para saber mais sobre a vida de Adolf Hitler:

1. A mente de Adolf Hitler: O relatório secreto que investigou a psique do líder da Alemanha nazista - https://amzn.to/36LLQu1

2. Hitler - https://amzn.to/33qsoRo

3. Minha Luta de Adolf Hitler com Comentários - https://amzn.to/34IZgFf

4. Os fornos de Hitler: A história de uma sobrevivente de Auschwitz - https://amzn.to/2K2S5jv

5. Hitler e o Desarmamento - https://amzn.to/36NYoRq

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.